Breno Braz, o zagueiro de força e pura técnica

Atualizado: Jul 24


Aliando força, técnica, e sempre se posicionando bem taticamente para roubar as bolas com facilidade, o zagueiro Breno de 17 anos iniciou à sua carreira jogando futebol de salão na escola.

Natural de Belford Roxo, município do Rio de Janeiro, entrou para a escolinha de futebol de Nova Iguaçu FC, e lá, foi chamado para fazer teste com os federados, entrando para a categoria fraldinha. Jogando pelo clube há 10 anos, teve de se acostumar a ver os pais só por parte da noite, pois estuda e treina todo os dias.

Com 13 para 14 anos, Breno passou por um momento de dificuldade na vida pessoal, seus pais se separaram e seu pai mudou-se para outra casa. Sua mãe ficou desempregada e as pessoas que moravam nas casas alugadas por ela, estavam se mudando, deixando-os em numa situação difícil financeiramente. E a família não tinha dinheiro para comprar carne, que é o essencial, e o seu pai que morava na outra casa tinha que sustentar aquela que seu filho e sua mãe morava. Nesse período, Breno estava na reserva dos reservas de seu clube, pensando em desistir e fazer outros cursos, jamais faltava um treino e manteve o foco. Dois anos depois, seus pais se reconciliaram e em 2014, Breno se tornou titular da zaga de Nova Iguaçu. Jogando todos os jogos do campeonato carioca, foi o grande destaque do campeonato e subiu uma categoria acima no ano seguinte.

Tendo como ídolos, Thiago Silva e Marquinhos (ambos do PSG), os planos para o futuro é ir para um clube grande, ajudar os seus familiares, ter uma casa própria e ajudar as crianças que têm o sonho de ser atleta de futebol. Mesmo não tendo muita oportunidade em 2016, Breno não deixar de manter o foco nos treinos e nos jogos, e visa a Copa São Paulo de 2017 como grande oportunidade.

"A preparação já começa de casa. Alimentação, dormir cedo e tudo mais. Mas treinar forte e matar um leão por dia . Minha motivação sempre penso na minha mãe, por tudo que ela passou quando pequena e está passando até agora, mulher trabalhadora. Vou para os treinos pensando nela e jogo pensando nela. Preparação físico eu dou o máximo, tático e técnico eu dou o máximo, para quando tiver a oportunidade nos 90 minutos eu mudar a história da minha família e da minha vida".

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle