A realidade de um sonho: Aurimar, o atacante veloz

Atualizado: Jul 25

Foi em uma escolinha de futsal em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, que Aurimar Junior fez suas primeiras defesas, aos seis anos de idade. Nos finais de semana, Junior e seus amigos trocavam a quadra pelos gramados. Como não tinha altura suficiente para ficar no gol, Aurimar começou a treinar no ataque. A velocidade e o bom passe fizeram com que o pequeno jogador se encaixasse na posição. Sete anos mais tarde, o atacante vestia a camisa do América, e iniciava a sua carreira no mundo do futebol. Após participar de um campeonato paulista sub-17, e com 15 gols marcados, o talento do jogador chamou a atenção de um olheiro.


Após o campeonato o jovem atacante foi convidado para fazer um teste no Grêmio. Com 16 anos foi morar na capital gaúcha, passou dois anos e meio longe da família, o momento complicado foi um grande aprendizado e crescimento para o jogador. Em relação às dificuldades que enfrentou, o jogador enfatiza que nenhuma delas foi fora do normal. “Você tem que estar a cada dia se superando, provando nos treinamentos e nos jogos que você pode ser um atleta de alto nível, de alto rendimento, todos os treinos, todos os jogos as cobranças e as responsabilidades são grandes, tudo dentro das expectativas do treinador e da diretoria. Isso é uma dificuldade boa, normal dentro do futebol. São milhares de jogadores buscando o seu lugar ao sol, mas tem a dificuldade estressante e que às vezes desanima muito, que são as coisas políticas, extracampo, e que envolve empresários e diretores que fazem apenas o que lhes convém, interfere em escalações, e não dão oportunidade para os que realmente estão merecendo. Essas situações nas categorias de base são comuns, e você tem que ver isso acontecer, engolir a seco e não questionar nada, isso frustra e desanima muito, mas nada é bom se não for conquistado".


Campeão gaúcho sub-17 e sub-19, campeão da Taça BH pelo Grêmio, o talento do jogador fez com que participasse de dois jogos-treino com o time profissional do tricolor gaúcho. De acordo com o jogador a sensação de jogar em um time profissional é completamente diferente das categorias de base, onde a questão da experiência faz a diferença.


Realizando boas competições e aproveitando as oportunidades, aos 19 anos foi jogar no Mirassol, onde também participou do grupo profissional, chegou a disputar a série A2 de 2014, na época não entrou em campo. A raça e dedicação fez com que o atacante fosse emprestado ao Palmeiras por um ano e meio, e ao Cianorte por seis meses. Foi no clube paranaense que o atacante fez sua estreia e balançou as redes no time profissional. Atualmente o jogador veste a camisa do Mirassol, onde tem contrato até o final de 2016.


Velocidade, frieza, bom passe e a boa visão de jogo são as principais características do jogador, o talento está chamando a atenção de clubes brasileiros e também do exterior. O futuro do jogador está sendo decidido pelos empresários, mas tudo indica que Aurimar terá uma carreira vitoriosa e cheia de conquistas.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle