Convido-te a ter uma outra visão sobre a possível queda do Inter

Atualizado: Jul 25

Sem rivalidade nenhuma, convido-te a ter uma outra visão da possível queda do Internacional no Brasileirão de 2016 que está prestes a acabar. No Brasil, temos dois tipos de torcedores, os que já conheceram a tão temida série B e os que nunca conheceram. Até este ano, o Inter fazia parte do segundo citado, agora, provavelmente, fará parte do primeiro. Viu São Paulo e Cruzeiro, ambos que ainda não caíram, escaparem e continuou ali. Um time tão grande como o Inter não teve forças para fugir. E é agora que entra a minha visão sobre a queda do clube gaúcho.


Lógico que é completamente possível qualquer time cair para a segunda divisão, isso não é novidade alguma, mas o meu sentimento quando vejo um clube grande como o Inter cair é de tristeza. Não estou dizendo que é injusta a queda, afinal, se tivessem cumprido com o trabalho, não estariam ali agora. Mas o que me deixa curiosa é: Como deixaram o futebol chegar nesse nível? Como deixaram um clube tão grande entrar na zona de rebaixamento e só sair dali se for pra segunda?


O futebol brasileiro deveria se preocupar com isso. Pouquíssimos clubes tem regularidades de um ano para outro. Mantém o bom futebol ou evolui do mau futebol jogado no ano que passou. O colorado terminou o ano passado brigando pelo G-4, aliás, brigando com o São Paulo que ficou com a vaga. Daqui já dá para ter uma noção do quanto o futebol decresce. Dois clubes que estavam brigando pela Libertadores ano passado, este ano brigavam para não cair, um, com uma campanha não muito boa também, conseguiu escapar, já o outro...



Aquela história de que “time grande não cai” se caí hoje. Time grande caí sim! Inter é a prova disso. De um clube que dava medo, para um clube que não jogou bola o suficiente para fazer 45 pontos e se manter na série A. Um campeão Mundial de 2006, dez anos após a conquista, indo conhecer a parte de baixo da tabela.


O futebol brasileiro está cada vez num nível mais baixo e isso não é apenas culpa do elenco, do técnico, a culpa vem da gestão também. Um clube precisa se manter grande, ele não foi grande uma vez na vida e vai se manter sozinho ali. O clube precisa de ajuda, precisa de caras inteligentes para comandar e se possível, torna-lo maior ainda. O que deixaram acontecer com o Inter é a prova de que qualquer um que ainda faz parte dos “incaíveis” (Cruzeiro, São Paulo, Santos e Flamengo) pode, ano que vem já, estar na mesma situação. Por isso eu digo, meu sentimento, mesmo não sendo colorada, é de preocupação e de tristeza. Deixei a risada de lado para rever tudo o que está acontecendo e o que vi foi: acabaram de deixar uma história grandiosa manchada. Aliás, não sei se é o meu lado de jornalista que está se agigantando, mas em nenhum momento dei risada ou achei graça do rebaixamento do Inter, e olhem que eu faço parte dos torcedores que não conhecem a série B.


Poderia ter simplesmente não dado bola, mas a minha preocupação com o futebol brasileiro em si é maior do que qualquer coisa. Que os outros clubes se mantenham grandes e nunca caiam, que os que já caíram e são grandes também, nunca voltem para lá, porquê, manchar a história que foi escrita muito bem por tantos anos, é como se não dessem o devido valor e esquecessem tudo o que já viveu. O futebol brasileiro precisa ter exemplos e eles estão se esgotando, vamos reagir enquanto é tempo.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle