O primeiro jogo de Rogério Ceni como técnico do São Paulo

Atualizado: Jan 16

Após praticamente dois meses do anúncio de Rogério Ceni como técnico do São Paulo FC, o ex-goleiro teve sua primeira partida oficial. Vindo de dois jogos-treinos onde o tricolor paulista goleou seus adversários, Rogério estreou diante de um adversário conhecido, o River Plate da Argentina.

Foram 13 dias treinando o elenco para essa estreia. Quem acompanhou os treinamentos do time do Morumbi sabe que mudanças aconteceram. Jogadores, a pedido do M1to, chegaram para compor o elenco, assim como, alguns saíram. Nos jogos-treinos já dava para perceber que os jogadores se cobravam e a velocidade vinha para ser uma característica a mais, ou seja, nada daquele time calado e apático em campo como foi visto muitas vezes em 2016. Ao todo, deu para perceber um time mais unido, treinado, motivado e contente pelos resultados que vem conquistando nesse início de temporada.

Rogério Ceni já se mostra um ótimo professor, e isso não é só a mídia que diz, os próprios jogadores distribuem elogios ao mais novo treinador que quer trazer para o Brasil um novo jeito de ensinar. Muito falador e motivador, Ceni não poupa conversas individuais, cobranças e elogios ao grupo. Longe de ser treinamento apenas com bola, o professor até fez o time jogar com as mãos, isso para ter noção de espaço e posicionamento. Isso tudo foi provado durante o primeiro jogo oficial dele. Uma nova era está começando, e pode, MUITO, ser uma era vencedora.

Vamos ao jogo que aconteceu ás 22 horas do dia 19 de janeiro de 2017, na Flórida. São Paulo começou o jogo com: Dênis, Bruno, Breno, Rodrigo Caio, Maicon, Buffarini, Thiago Mendes, Cueva, Luiz Araujo, Chavez e Wellington Nem, provavel escalação titular do tricolor para os próximos jogos.

Time encaixado, troca de passes precisas, sabiam onde cada jogador estava, recuperação rápida de bola, time rápido e pouquíssimas faltas, mas nem tudo estava perfeito... O time teve diversas chances de abrir o placar, a principal delas aos 2 minutos, onde W. Nem sofreu penâlti, mas Cueva não converteu e perdeu a oportunidade de deixar o Tricolor paulista na frente. Seguido desse gol desperdiçado, Chavez e Luiz Araujo não aproveitaram as chances que lhes foram dadas. River veio com time mesclado já que se prepara para outro torneio e vários jogadores se encontram machucados, mas isso não tira o mérito da grande partida que o São Paulo fez no primeiro tempo. Rogério Ceni mostrou para que veio, Ele veio para reconstruir e dar uma nova cara ao time do Morumbi.

De volta ao segundo tempo, Ceni mudou o elenco completo, deixando apenas Buffarini continuar na partida, voltando então com: Sidao; Buffarini (que logo saiu para a entrada de Foguete), Lugano, Lucão e Júnior Tavares; Wellington; Cícero, João Schmidt, Wesley e Neilton; Gilberto. Com essa escalação o ritmo de jogo caiu e o número de faltas cometidas pelos jogadores são paulinos aumentaram. O time argentino continuou sem levar perigo para a área de Sidão. As chances mais claras apareceram com Gilberto, mesmo que tímidas.

O jovem Shaylon entrou no lugar de Neilton e deu uma movimentada maior na área de ataque, mas mesmo assim a finalização não condizia com o que o time vinha criando. E sabe aquela história de que quem não faz toma? Então, dessa vez foi “quase toma”: aos 32 minutos, Driussi balançou a rede, mas estava impedido. Aos 47 minutos, juiz apitou o final do tempo regulamentar e a semifinal da Flórida Cup estava indo para os pênaltis.

João Schmidt começou fazendo, São Paulo 1 a 0. Na sequência, Sidão defendeu o pênalti dos argentinos. Alivio para a torcida são paulina, porém, Wesley decidiu jogar a bola para fora, devolvendo o nervoso. Após essa cobrança todos converteram, até que Sidão defendeu mais uma vez e Lucão marcou. Final 8 a 7 para o time do Morumbi.

A final será, nada mais nada menos, que um Majestoso. Sim, Rogério Ceni já vai encarar Corinthians e numa final, já que o time preto e branco bateu o Vasco e avançou em busca do título.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle