Beleza não põe mesa no futebol

Atualizado: Jul 25

Em muitas situações nesta vida, nos deparamos com a exigência da beleza. Ter que ser um biotipo assim, um cabelo de tal jeito, usar as roupas da moda. No futebol, isso não é importante e nem necessário. Ainda bem, porque não adianta nada ser bonito, ter um cabelo legal e ser estiloso, e não representar a camisa que veste.

Muitos jogadores já são ícones de beleza e estilo. O problema é o futebol que não aparece como as tatuagens, o cabelo ou o corpo cheio de músculos. Aí a torcida pega no pé e com razão. Querer aparecer somente pelo cabelo do momento, as roupas de grife ou as fotos contantes nas redes sociais, muda de profissão. O clube que torcemos merece jogadores comprometidos, responsáveis e que entendam que o importante é o time.

Ser bonito, galã e o rei das selfies sem camisa não vai garantir a vitória do time. Beleza não põe mesa no futebol hoje e nunca foi assim. Os grandes craques não eram os mais providos de beleza física. A única beleza que a torcida quer ver é do gol que garante a vitória, do drible desconcertante , do título erguido com orgulho pelo capitão, da assistência precisa para o gol e alivio da torcida na arquibancada e em casa. Jogar bonito e representar uma equipe, isso sim é que deve ser o mais importante para qualquer jogador.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle