Ame-o ou admire-o

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Nascido em 22 Janeiro de 1973, na cidade de Pato Branco-PR, marido de Sandra e pai de Clara e Beatriz, Rogério Mucke Ceni deixou saudades nos amantes do bom e velho futebol ao se despedir dos gramados em 2015.

Na carreira do M1T0, escolher momentos inesquecíveis não é tarefa fácil. Chegou ao tricolor com 17 anos, na década de 90 após uma passagem pelo Sinop time do interior de Mato Grosso. Foram pouco mais de duas décadas sendo o primeiro a chegar para os treinos no CT da Barra Funda e o último a sair, 25 anos defendendo as cores do tricolor Paulista, conquistando títulos inumeráveis e a irá de alguns rivais. Ame-o ou admire-o caso não seja torcedor torcedor são paulino.

Algo que não podemos negar é uma careira repleta de grandes feitos. Como se esquecer da partida entre Cruzeiro X São Paulo (2006), quando ultrapassou a marca do paraguaio Chilavert se tornando o maior goleiro artilheiro da história do futebol com 63º gols, ou o gol de número 100 marcado no dia 27/03/2011 contra o seu maior rival, justamente quando esta colunista comemorava seu aniversário, na Arena Barueri. Mas, talvez a maior honraria da carreira do M1t0 foi ultrapassar o Rei Do Futebol- Pelé , e se tornar o jogador com o maior número de partidas disputadas por um mesmo clube, 1.139 jogos. Ceni também entrou para o livro dos recordes por ter se tornado o jogador com o:

- Maior número de vitórias por um mesmo clube,sendo 590. - Maior número de partidas como capitão por uma mesma equipe, sendo 917 jogos.

O goleiro também se tornou o décimo primeiro maior goleador da história tricolor com 131 gols ultrapassando o meio campista Raí que possuí 128 gols. Porém, a carreira de Rogério Ceni também proporcionou lances que o torcedor desejava colocar para escanteio, como a derrota na final da Libertadores de 2006 no Morumbi lotado, contra o time colorada do Rio Grande do Sul e a lesão no ombro direito que o afastou dos gramados durante longos meses.

Entretanto, vamos relembrar coisas boas, e os troféus erguidos pelo capitão faz com que entendemos o apelido de M1TO, foram eles:

• 1993- Taça Libertadores da América/Troféu Jalisco/Troféu cidade de Los Angeles/Recopa Sul-Americana/Super Copa da Libertadores da América/Mundial Interclubes

• 1994 -Copa Conmebol /Recopa Sul-Americana

• 1995- Copa dos Campeões Mundiais

• 1996- Copa dos Campeões Mundiais / Copa Master da Conmebol

• 1997- Torneio Constantino Cury

• 1998- Campeonato Paulista

• 1999 Copa Euro América

• 2000- Campeonato Paulista/ Torneio Rio-São Paulo

• 2005- Campeonato Paulista/ Copa Libertadores da América/ Mundial de Clubes da FIFA

• 2006/2007/2008- Campeonato Brasileiro

• 2012 -Copa Sul-Americana

• 2013- Eusébio Cup.

Seleção Brasileira: • 1997 Copa das Confederações

• 2002-Copa do Mundo.

Rogério Ceni tem o seu lugar ao sol, vai ser difícil ultrapassarem o maior goleiro da história do futebol. Neste ano um novo desafio apareceu para o M1T0, ser comandante do clube que durante décadas dedicou a sua vida. O que resta a nós então, meros mortais? Somente desejarmos vida longa ao Rei do Morumbi e sucesso nessa nessa nova jornada.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle