Em busca de uma casa rubro-negra

Atualizado: Jul 25

No ano passado, o Flamengo sofreu pra conseguir um estádio para chamar de seu. Um dia era Cariacica. No outro o Pacaembu. Era uma vida de nômade. Só que, esse ano, podem continuar falando que "o clube não tem estádio", mas ele tem colocado a mão na massa pra ter sim um lar, principalmente se for o Maracanã.

Primeiro, negociou a Arena da Ilha por três anos. Um estádio ótimo pra ser o caldeirão rubro-negro durante o Campeonato Brasileiro. Porém, Libertadores é outra história, né? O Flamengo briga desde o início do ano pra contar com o Maracanã durante a competição internacional. O primeiro passo já foi dado: o clube conseguiu a liberação do estádio pra estreia da Liberta, dia 8 de março. Mas, para isso, teve que agir.

Com um investimento estimado em R$ 2 milhões e com dez empresas prestadoras de serviço, o clube levou 150 funcionários, sendo muitos dos que estavam trabalhando no estádio da Ilha, para ajudar no Maracanã. Eles recolhem lixo, repõem cadeiras e fazem ajustes para receber o jogo. O Rubro-Negro espera que em 2017 o clube tenha sim um estádio pra chamar de seu, independente se ele for o dono da casa ou não.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle