Vantagens e desvantagens de se envolver com rivais

Atualizado: Jul 24

É, se você parar pra pensar, não é tão ruim se apaixonar por um rival. Se você é como eu que infelizmente não tem uma queda por rivais, mas sim uma cachoeira ou um barranco, você sabe do que estou falando. Sou aquele tipo de pessoa que tá no meio de uma ótima conversa com a pessoa e quando ela diz que meu defeito é não saber torcer já identifico que é rival, e já me mordo internamente, às vezes acho que sou um ímã de rival.


Desde que a gente altera o status de relacionamento de solteira (o) pra um relacionamento sério com o futebol, colocamos na cabeça que vamos encontrar aquele amor perfeito que torce pro mesmo time que a gente, vamos nos casar, ter filhos lindos que irão herdar a mesma paixão pelo nosso time e que a vida vai ser um conto de partidas perfeitas num estádio pra sempre. Sinto muito te informar, mas a sorte e o destino não estão de sorrisinho pra todos nós. A vida é uma caixinha de surpresas e o futebol também.


Sei que muitas e muitos de vocês são daqueles tipos de torcedores que sempre repetiram a frase “EU NUNCA VOU ME ENVOLVER COM UM RIVAL”, “EU NAMORAR COM RIVAL? NÃO MESMO”... Não adianta negar... Todo torcedor louco apaixonado sempre diz ou já disse isso, mas aí vem a vida e te dá uma rasteira e coloca um cupido para te ajudar que realmente não entende nada de futebol. No final o que acontece? Pagamos língua QUASE SEMPRE.


Ok, mas agora vamos ao que interessa... Sei que todo mundo sonha com alguém do lado que torça pro mesmo time, companhia ir aos jogos, para sonhar com os filhos vibrando junto no estádio e tudo mais. Mas você já parou pra pensar que se envolver com um rival não é lá a piooooooor coisa do mundo? Já parou para analisar que esse defeito que ele (a) tem é o que torna o romance mais interessante, apimentado e que vocês se amam independente e acima de tudo? Vamos pensar um pouquinho porque se relacionar amorosamente com um rival não é tão ruim. Analisem. Sim, ele ou ela só por ser rival já tem aquele famoso defeito que é não saber torcer, o serumaninho do contra, diferente. Mas pelo lado bom, veja nos clássicos dos times de vocês, por exemplo.


Se vocês possuem um relacionamento sadio e tranquilo, um de vocês sempre vai vencer uma discussão ou uma zoeira dependendo do resultado dos jogos, afinal, a graça do futebol também se inclui a zoeira entre vocês dois, e depois dele ou dela ficar bravinho (a), você faz um chamego e dá um cheiro que no final tudo fica bem. Isso é muito especial entre algumas pessoas e falo por mim mesma, sempre acontece. Mas se ele ou ela for daqueles (as) que não aceitam zoação, você realmente está numa fria. Tem até aquelas “briguinhas fofas” que acabam terminando entre muitos beijos e vocês se esquecem até mesmo porque estavam zoando um ao outro e caem na risada. Sabem fazer as pazes e agir com racionalidade e maturidade. Outro ponto importante é que não é só porque ele é rival que não pode te acompanhar na sua ida ao estádio, afinal, o que importa é que uma única paixão uniu vocês, o futebol.


Precisamos entender, que nem todos têm a sorte de ter um cupido que trabalhe de verdade para encontrar alguém que tenha uma paixão pelo mesmo time que torcemos, mas isso não significa que não podemos nos dar super bem no amor com os rivais e confesso pra vocês que tenho um rival na minha vida e não me arrependo, porque o futebol é algo em comum que amamos, mas infelizmente ele não sabe torcer. É melhor ter um amor rival do que um amor que não curte futebol, já pensou que tortura? Deus me dibre. Precisamos aceitar que entendemos de futebol e não de amor, porque do nosso amor a vida se encarrega de nos presentear, e mesmo eles não sabendo torcer, você sabe que sem um deles você não seria a mesma coisa. Até nisso o futebol consegue ser incrível.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle