Cartola: um caso de amor e ódio

Atualizado: Jul 26

Mitar, do dicionário ‘’cartolês’’: jogar muito bem, ser o craque do time. Neste ano, depois de muito ouvir falar dele, resolvi experimentar. E a cada rodada do Brasileirão me sinto uma verdadeira técnica de futebol escalando seu time. Estudo os jogos. De verdade. Analiso quem joga em casa e quem joga fora. Os desfalques do time, os que vêm se saindo bem e os que vêm dando dor de cabeça.

Deixo meu espírito de torcedora fanática de lado e faço com que a razão seja maior que a paixão. Escalo meu time torcendo para que as minhas apostas estejam certas e estes jogadores ‘’mitem’’. Torço pelo gol e vitória do time rival. Idolatro jogadores que meu lado ‘’fanático’’ jamais permitiria. Então descubro um novo amor: o Cartola.

E não estamos falando de música não. É futebol mesmo. O Cartola é um jogo criado pela rede Globo, onde você pode montar um time, com direito a nome, escudo, uniforme e ainda participar de ligas, desafiando e mostrando suas habilidades como ‘’técnico’’ para seus amigos. Os jogadores que você escala são os jogadores do próprio Brasileirão, os quais você os compra com cartoletas, o dinheiro do Cartola.

Mais que um jogo, ele te faz ampliar o olhar sobre o futebol. Te faz observar não somente seu time do coração, mas todos os times do Campeonato Brasileiro da Série A. Você acaba conhecendo jogadores que nem fazia ideia de quem era. Acaba aprendendo a verdadeira arte dos pontos corridos e as dúvidas que o técnico tem na hora de montar seu time para o próximo jogo. Você acaba também ficando em saia justa, pois tem que montar o seu time de acordo com as cartoletas que tem.

Ao mesmo tempo que o Cartola te desperta amor ao futebol, ele também te deixa irritado, te faz querer abandonar tudo e não querer mais saber de jogo nenhum. Só que esse pensamento só dura até o mercado abrir de novo. E mesmo dizendo que você não vai mais jogar, lá está seu time sendo escalado novamente.

Atire a primeira pedra o cartoleiro que apostou todas as fichas, ou melhor, cartoletas, em um jogador achando que ele ia ‘’mitar’’ e ele acabou com saldo de pontos negativos! Ou então, aquele jogo que você achou que seria super fácil. Já tava ganho. Resolveu apostar em vários jogadores do tal time. E aí... ele perde. E feio. Uma goleada... E aí você vê seus pontos diminuindo cada vez mais... As cartoletas vão diminuindo... E se antes estava ruim, imagina com menos cartoletas ainda! Com certeza você já passou por isso né?

Se lhe serve de consolo, eu também já passei por isso. E estou numa maré de azar sem fim... Estou no dilema: escalo o jogador, ele vai mal. Não escalo, ele mita. Talvez esteja mais para o amor, do que para o jogo.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle