Não foi fácil, mas conquistamos

Atualizado: Jan 16

Nunca foi fácil ser uma apaixonada por futebol. Querer jogar em vez de participar de brincadeiras que a maioria das meninas preferiam, mas nunca encontrar amigas que partilhassem desse mesmo desejo. Tentar então, jogar com os meninos e quase sempre ouvir um: "Não, meninas não podem gostar de futebol".

Nunca foi fácil explicar para a mãe que ir ao estádio em vez do shopping é muito mais prazeroso e que, a camisa do seu time do coração é melhor que qualquer vestido caro. Nunca foi fácil estar no mundo do futebol praticamente "sozinha" já que a maioria das mulheres preferem novelas, filmes de romance ou seriados. Preferem falar sobre o lançamento daquele sapato mais esperado ou ir ao salão de beleza aos domingos, no horário em que se passa o jogo... Ainda bem que existe a minoria, e é nela que se encontra as mais fanáticas torcedoras.

Contudo uma apaixonada pode também gostar de tudo isso e ao mesmo tempo desse esporte maravilhoso, até porque o futebol não tem barreiras e não tem limitações. Uma apaixonada pode ser o que ela quiser ser e amar o futebol, sim! É difícil ter que conviver com perguntas irritantes que - geralmente - são feitas por homens: "O que é impedimento?" "em qual ano seu time ganhou o primeiro título brasileiro?" ou sofrer preconceito acompanhado da frase: "Você vai parecer um homem agindo desse jeito". Uma apaixonada enfrenta tudo e todos.

Hoje a mulher tem mais reconhecimento no futebol do que à alguns anos atrás. Hoje vemos mulheres apitando, auxiliando, jogando, treinando, apresentando programas esportivos e vemos a presença feminina cada vez mais presente nas arquibancadas. Afinal, ninguém impedirá uma apaixonada de torcer. A participação da mulher no futebol evoluiu, o que ainda precisa evoluir é o pensamento de que futebol e mulher não combinam... É o casamento perfeito.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle