Por trás da história: de tradições e glórias mil...

Atualizado: 25 de Jul de 2020


No dia 1º de setembro de 1910, operários se reuniram no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, e tiveram uma das melhores ideias do mundo: fundar o Sport Club Corinthians Paulista, que hoje é um dos maiores clubes do Brasil e do mundo e possui uma das torcidas mais apaixonadas. O nome surgiu em homenagem ao Corinthian-Casuals Football Club, uma equipe inglesa que estava de excursão pelo Brasil na época.

O primeiro manto que o time usou era composto por uma camisa bege/creme com faixas pretas no fim das mangas e na gola e um calção branco. Com o tempo, foi sendo notório que a camisa na cor bege se desbotava depois de muitas lavagens seguidas. Aí que surge um problema, pois os corinthianos fundadores não tinham dinheiro para poder trocar as camisas por novas na mesma cor, já que eram muito caras na época. Por essa situação, o clube adotou dois anos depois, a cor branca como cor oficial para as suas camisas, mudando também seus calções para a cor preta, dando origem ao nosso alvinegro.

Com o passar das décadas, houve pouquíssima mudança nas camisas da equipe corinthiana, até que em 1940 aparece a primeira camisa preta que seria experimental. A ideia foi aprovada e voltou a ser usada cinco anos depois, onde surge a primeira camisa listrada do clube. Em 1996, com o Corinthians querendo internacionalizar sua marca já que disputaria a Libertadores da América e a Taça Ramon de Carranza, as listras foram as escolhidas para estilizarem a camisa exclusiva de partidas internacionais. O estilista francês Ted Lapidus foi contratado para esse projeto, criou dois modelos, mas ambos foram abandonados rapidamente.

Em alguns anos dessa história, ocorreram lançamentos de camisas comemorativas por diversos motivos, mas todas elas passaram longe da preferencia da nação alvinegra. Nada como o bom e tradicional branco, ou o sempre importante e forte preto... as cores de ontem, hoje, amanhã e sempre desse clube criado por uma torcida e que tornou-se propriedade de milhões de loucos espalhados pelo mundo afora.

Curiosidade: uma mudança que o clube também realizou foi em questão de seus símbolos. Em seus quase 107 anos de criação, foram usados 7 símbolos, sendo seu último e atual desenhado na década de 30 por um pintor chamado Francisco Rebolo, que também foi jogador do Sport Club Corinthians Paulista.

0 comentário

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle