O que o amor faz

Atualizado: Jul 26

A nossa vida é uma caixinha de surpresas, pois em um instante tudo pode mudar. Mas se existe um sentimento que nos transforma: é o amor. Todo apaixonado por futebol, carrega em si um sentimento inexplicável, que por muitas vezes nos leva a cometer loucuras ou nos dá força. Essa força foi o que moveu a apaixonada Raquel, torcedora do Botafogo, que viu sua vida mudar em questão de meses.

Em 2014, Raquel Guimarães tinha apenas 20 anos. Estudiosa, estava no segundo ano da faculdade de fisioterapia, era rodeada por amigos. Mas, algo a incomodava e era o seu peso. A jovem pesava 120 kg. Sofria com bullying, porém, sempre calada. Carregava desde nova, o amor pelo Botafogo e o sonho de fazer uma cirurgia bariátrica. Realizou a cirurgia em setembro daquele ano, e em uma ano havia perdido 40 kg. A alegria de ter uma nova silhueta, se transformou em pesadelo no final do ano. A menina que vivia de sonhos, ficou internada durante 1 ano e 8 meses, sendo dois deles no CTI em estado grave, e até sofreu com a perda de memória.

Tudo isso aconteceu por um erro médico. Um ERRO que quase custou a vida de uma jovem apaixonada pelo Botafogo. Mas, a FORÇA dela é tamanha que deixa tudo de lado para ver seu time em campo. No período em que esteve no hospital, Raquel assistia os jogos pela televisão, ou então ouvia no rádio. No momento mais esperado do futebol, o gol, ela gritava. Chamando a atenção das enfermeiras, que vinham correndo pensando que ela estava passando mal. E hoje em dia, deixa o constrangimento de lado e usa a cadeira de rodas para acompanhar o Fogão.

Raquel nos falou sobre a força que veio do seu time do coração em um dos momentos mais difíceis de sua vida: “Quando eu estava jogando a toalha, recebi o convite de ir conhecer o time. O vice-administrativo do Botafogo me convidou para conhecer os jogadores do clube que tanto amo, me deram mais vontade de viver”. Ela nos contou também sobre a sensação de estar ali com seus ídolos: “Foi uma sensação maravilhosa. Me receberam muito bem. Fiquei conversando com alguns jogadores, tirei fotos. O que mais ficou do nosso lado foi o Sassá. Inclusive ele me deu uma camisa dele”.

É incrível o que o futebol pode nos proporcionar. Bom, no meu caso, foi a vontade de viver novamente. Nunca será só um jogo” enfatiza Raquel. Unindo suas paixões por futebol e pelo Botafogo, a nossa leitora que é sinônimo de força, continua na luta fazendo fisioterapia e acompanhando seu clube. Com a certeza que será recompensada, e daqui um tempo voltará a caminhar e esbanjar sua alegria por onde passar. Nós, do Futebol Por Elas, estamos com você e essa vitória já é sua princesa.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle