Guardiola, o aprendiz de Cruyff

Atualizado: 26 de Jul de 2020

Qual a primeira coisa que você pensa quando ouve ‘FCBarcelona’? Talvez você lembre-se do trio MSN, de Xavi e Iniesta jogando juntos, e até mesmo de Puyol. Talvez reclame dos passes curtos, da movimentação e da posse de bola que fazem parte do estilo barcelonista de jogar. Características que chegaram com Johan Cruyff, e que permanecem nas categorias de base e também na equipe principal até os dias atuais. Nos últimos anos, o mundo encantou-se com o futebol mostrado em campo. Os dribles, os passes, os títulos conquistados. E tudo isso graças a um aprendiz de Cruyff: Josep Guardiola i Sala, para os íntimos apenas Pep Guardiola.

Mas antes de contarmos a sua história gloriosa como técnico, vamos relembrar a carreira de jogador do ex-volante. Com 13 anos, Pep chegou ao Barcelona, e na temporada de 1991/1992, a equipe comandada por Johan Cruyff conquistou a Champions League e a La Liga. Como jogador conquistou dois títulos na Champions League, duas Supercopa da UEFA, uma Recopa Europeia, 6 La Liga, uma Copa Del Rey, 4 Supercopa da Espanha.

Sua história como técnico iniciou em 2007, quando conquistou a terceira divisão com o Barcelona B. Em 2008, Pep Guardiola iniciou a era de sonho no time blaugrana. Guardiola alcançou o que ninguém imaginaria: conquistou um SEXTETO. Foi campeão da Liga Espanhola, Copa do Rei, Champions Legue, Supercopa da UEFA, Supercopa da Espanha, além de terminar o ano de 2009 com um título que todos os clubes sonham: campeões do Mundial de Clubes Fifa.

Mas nem tudo foram flores no início da carreira como técnico. Guardiola foi contestado por ter dispensado jogadores importantes da equipe, entre eles, Eto’o e Ronaldinho Gaúcho. O jeito irreverente de ser, fez com que o treinador revolucionasse o futebol do Barcelona, e em poucos meses já era aplaudido pela reformulação que fez no futebol. A temporada de 2010/2011 também foi vitoriosa, a equipe culé conquistou a La Liga e Champions League.

25 de maio de 2012, Guardiola anunciou que seu vínculo com o Barcelona chegava ao fim. Foram quatro anos e 14 títulos conquistados. Momentos inesquecíveis e com muitas conquistas, anos que jamais esqueceremos. Momentos marcantes que foram escritos pelo nome de um jovem garoto que teve como professor um dos homens mais lendários.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle