Por trás da história: tradição que se mantém desde 1930

Atualizado: Jul 25


O São Paulo FC carrega com orgulho suas três cores por onde passa. O vermelho, preto e branco fazem parte da história do clube desde que foi fundado, e tem a ver com as cores da bandeira do Estado de São Paulo - "As cores do São Paulo Futebol Clube são as da bandeira paulista, vermelha, branca e preta", como diz no estatuto. As três cores do clube do Morumbi foram herdadas duas instituições que se juntaram, em 1930, para formar o São Paulo que existe hoje. O vermelho veio do C.A. Paulistano, o preto da A.A. das Palmeiras e, o branco, de ambos, simbolizando a união dos times em um outro maior.

A estrutura do uniforme mudou pouco desde que foi usado pela primeira vez. O uniforme principal, branco, variou pouquíssimas vezes, as principais mudanças podem ser vistas nas larguras das faixas centrais e nos detalhes, frisos e listras, nas golas, mangas e meiões. No segundo uniforme, mudanças também pequenas, porém, contundentes, sempre mantendo a estrutura das listras verticais alternadas em preto, branco e vermelho.

O São Paulo é conhecido por ser um dos poucos times no mundo, e talvez o único do Brasil, que não altera o layout de seu uniforme principal desde sua fundação. No que diz respeito a layout, nos referimos à posição do escudo do time, disposição de faixas ou demais gravuras. A única alteração é o acréscimo de alguns adornos na cor vermelha e/ou preta, dependendo da fornecedora de material esportivo, além dos patrocínios.

O time do Morumbi dificilmente faz uso de terceiro uniforme, e isso foi uma determinação feita pelo Conselho Deliberativo do São Paulo. Mas, apesar disso, nos últimos anos, o clube fez uso de camisas alternativas, sendo elas usadas em jogos de caráter comemorativo, como a camisa totalmente vermelha produzida pela marca Penalty, com o mesmo layout da camisa principal. Isso aconteceu em 2013, quando as cadeiras do Morumbi passaram a ser todas vermelhas, e não azuis, amarelas, vermelhas e laranjas, como eram antes.

Muitos torcedores acusam este uniforme de ser o mais feio já usado pelo time em campo, mas outros são totalmente contra o uso de terceiro uniforme. Mesmo assim, o Tricolor Paulista continuou inovando e, no ano de 2015, quando assinou contrato com a Under Armour, ainda patrocinadora do clube, a empresa norte-americana lançou uma terceira camisa que teve maior aceitação da torcida. Para os jogadores, uma cor grená, aos goleiros, um cinza-chumbo, ambas com numeração e demais adornos em dourado. No ano passado, devido aos Jogos Olímpicos e às medalhas de ouro obtidas por atletas do São Paulo em outras edições, a patrocinadora lançou um uniforme amarelo, sendo a exata versão do uniforme principal, apenas mudando a cor predominante.

A camisa que hoje está em campo conta com marcas d’agua, que significam as vibrações dos cantos dos torcedores. O segundo uniforme ainda não foi divulgado. Lembrando que o atual patrocínio, Under Armour, busca sempre homenagear algo importante para o clube. Neste ano, como já dito, a torcida, no ano passado foi a vez do estádio do Morumbi.

Escudo

O escudo do São Paulo é conhecido como “coração de cinco pontas” entre os são paulinos, ele nasceu poucos dias após o marco inicial de 26 de janeiro de 1930. O escudo foi desenhado para um concurso interno pelo estilista alemão Walter Ostrich (popularmente conhecido como Oliver), com a colaboração de um dos fundadores do clube, Firmiano de Morais Pinto Filho. Seu formato é único e era, até então, inédito. Não se conhece registros de emblema similar antes de 1930. Desde então, inúmeros clubes - alguns até mesmo mais antigos que o São Paulo FC - passaram a utilizar figura semelhante. Oficialmente, o coração de cinco pontas tricolor, é assim definido pelo Estatuto Social do clube, de 2008:

"O emblema é composto por um triângulo isósceles com o lado superior maior encimado por um retângulo, com altura equivalente a metade da lateral do triângulo, fundo preto e as letras SPFC, tipo mensageiro "courier", em branco. No interior do triângulo acima descrito, uma faixa branca central com ¼ da lateral menor, ladeado por um triângulo escaleno vermelho e outro preto, nessa ordem".

Até os anos 80, o acrônimo era pontuado: S.P.F.C. desde 1982, porém, o coração de cinco pontas são-paulino estampa apenas SPFC, sem pontos. Esta e outras pequenas alterações ocorreram em publicações oficiais e em camisas ao longo do tempo, sem que, todavia, representasse alteração oficial nas linhas estatutárias.


As estrelas foram introduzidas posteriormente e também tem um significado especial. As duas douradas, introduzidas no escudo em 1955 e, posteriormente, no uniforme em 1997, representam os recordes mundiais e olímpicos conquistados por Adhemar Ferreira da Silva nas Olimpíadas de 1952, em Helsinque, e nos Jogos Pan-americanos de 1955, no México. Já as três estrelas vermelhas, ao centro, introduzidas em 2000, representam o tricampeonato mundial conquistado no Japão, nos anos de 1992, 1993 e 2005.

O escudo do tricolor do Morumbi foi eleito o mais bonito do mundo, no ano passado, pelo jornal Daily Mail. O São Paulo é o único clube brasileiro que aparece na lista, desbancando demais gigantes europeus como Juventus, Liverpool e Roma.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle