A batida perfeita

Atualizado: Jul 26

Durante a Eurocopa do ano passado, uma das frases que mais ouvi e que me marcou de uma forma bem intensa foi a seguinte: ‘’o som da batida perfeita’’. A frase ficou gravada em mim, e, depois disso, nunca mais ouvi um chute na bola da mesma forma. O som da batida perfeita. Como definir?

O som da batida perfeita é aquele que vem da bola parada. Da cobrança de escanteio. A bola está ali. Na linha. Esperando o jogador dar a batida. Esperando fazê-la rodar em campo. Esperando a oportunidade de gol. A batida perfeita é aquela que mesmo do sofá de casa conseguimos ouvir com clareza. Pois ela é forte. Seca. Dá eco. Vai com precisão no seu alvo. Não sofre interferências. Não perde a força no meio do caminho. Não bate no chão. Não fica fora de vista dos jogadores.

Não é uma batida de escanteio curto. E também não vai parar do outro lado do campo. Ela vai na grande área. Ela te deixa vidrado. Te faz prender a respiração. Te faz querer comemorar. Aplaudir. É a batida que assusta o goleiro. E que faz o torcedor levantar da arquibancada. Que faz o grito de gol querer sair. Que coloca o goleiro no chão tentando pegá-la. A batida perfeita não necessariamente vai para o alto, na tentativa de um gol de cabeça. Ela vai com firmeza. Sem curvas inesperadas. Sem passar da goleira. Já sabendo qual rumo seguir.

Ela pode vir de uma falta perto da área. Pode até mesmo vir de bola rolando em jogo. Mais difícil de ser escutada. Mais difícil de seguir o rumo certo. Porém, jamais impossível. Nos pés certos, a batida perfeita pode vir de qualquer oportunidade. De qualquer jogada. Desde que de qualquer forma que venha, ela seja ouvida, arranque suspiros e seja admirada e aplaudida pela torcida.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle