Paz nas arquibancadas

Atualizado: Jul 26

Brasil, o país do futebol, está ganhando outra referência. A diferença, é que essa nova alusão (talvez nem tão nova assim) traz uma mancha enorme para nós, cidadãos brasileiros. A violência nos estádios é cada vez mais frequente nos jogos do Campeonato Brasileiro. O clássico entre Botafogo e Flamengo no Engenhão, na qual um torcedor alvinegro foi morto; um corinthiano sendo espancado por torcedores do Coritiba e, o episódio mais recente, a confusão em São Januário, mostra essa realidade.

Nós, torcedoras de verdade, que estamos ali para apoiar nosso time em todos os momentos, sofremos com tudo isso. Perdas de mando de campo, portões fechados e outras medidas que são tomadas pela justiça desportiva tira nosso maior prazer, que é acompanhar o clube do coração. Por que não identificar e punir os vândalos que ocupam lugares nas arquibancadas para “tumultuar” e estragar o espetáculo do jogo?

A impunidade reforça a briga entre torcidas, alimenta a violência nos estádios. Alguns falam para acabarem com as organizadas, mas será que isso resolveria o problema? Ou fazer justiça, identificando e punindo quem não vai para assistir o jogo, mas para brigar entre si (sim, isso também está se tornando recorrente), brigar com torcedores adversários, destruir patrimônios do clube e até tentar atingir jogadores?

O futebol pede uma trégua. Você, como torcedora apaixonada, vai concordar que precisamos de um basta. Precisamos ter paz nos estádios. Queremos assistir o nosso time jogar, sabendo que podemos ir e voltar seguras para casa. Mas isso só vai acontecer quando a tolerância ao crime acabar. E a pergunta que fica é: até quando?

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle