El Clásico: a história de uma das maiores rivalidades do futebol

Atualizado: 25 de Jul de 2020


No próximo dia 13, Real Madrid e Barcelona se enfrentarão na partida de ida da final da Supercopa da Espanha. Em apenas três semanas, as equipes espanholas terão se enfrentado três vezes; a primeira, válida pela International Champions Cup, ocorrida no último dia 29, com triunfo do Barça por 3 a 2; e as próximas duas partidas, pelo torneio espanhol.

A história de um dos maiores clássicos do planeta, e que representa uma das maiores rivalidades do futebol mundial, começou há 105 anos e tem como base algo muito além do esporte. O Real Madrid era visto como a personificação do poder centralizador e opressor do ditador Francisco Franco, chefe de Estado da Espanha entre 1936 e 1975, que não tolerava quaisquer manifestações das culturas regionais ou que tivessem caráter independentista.

Ao mesmo tempo, a população catalã era bastante nacionalista e buscava se autoafirmar enquanto povo livre do governo franquista. Era por meio dos jogos da equipe que os torcedores do Barcelona se expressavam com mais veemência, por meio do idioma catalão (proibido na época pelo governo), e identificando-se com as cores e a ideologia do clube. Foi daí que surgiu a expressão “més que un club” (mais que um clube) como apoio ao povo da Catalunha.

A rivalidade ganhou ainda mais força logo após Alfredo Di Stéfano, que havia assinado contrato com o Barcelona em 1953, ter sido contratado pelo Real pouco tempo depois, provavelmente por intervenção do governo espanhol. Além disso, com as sucessivas vitórias do time da capital em torneios de grande expressão, como a Copa dos Campeões da UEFA (atual Champions League), Franco passou a se declarar torcedor fiel do Real Madrid e, a partir daí, a antipatia em torno da equipe merengue ficou ainda maior, principalmente por parte dos culés.

A primeira partida oficial entre Real Madrid e Barcelona aconteceu no dia 13 de maio de 1902, com vitória dos catalães por 3 a 1. Desde então, partidas históricas e emocionantes têm sido disputadas a cada ano. Dentre as mais recentes, merecem destaque a incrível virada do Barça pra cima do Real por 6 a 2, em pleno Santiago Bernabéu, em 2009, e a vitória do time merengue por 3 a 1, no Camp Nou, com Cristiano Ronaldo calando todo o público do estádio, em 2013.

A maior goleada da história do clássico foi 11 a 1 para o Real Madrid, em 1943, em partida válida pela Copa del Rey. O maior artilheiro é Lionel Messi, com 23 gols. Dentre os jogadores mais importantes que atuaram em ambas as equipes, merecem destaque Luís Figo, Ronaldo, Luis Enrique e Samuel Eto’o.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle