Time grande não cai?

Atualizado: Jul 25

Estamos na vigésima rodada do Campeonato Brasileiro. Início do segundo turno, e o São Paulo ainda amarga a zona do rebaixamento, ocupando o 18° lugar. De acordo com pesquisadores da UFMG, o tricolor paulista tem quase 50% de chance se cair para a segunda divisão do Brasileirão.

Um bordão que a gente sempre escuta entre torcedores é: “Time grande não cai”. O problema é que nos últimos anos os clubes estão decepcionando os torcedores. Ano passado foi vez do Internacional de Porto Alegre desmistificar essa frase. Em 2015, o Vasco da Gama foi rebaixado pela terceira vez e, em 2014, o Botafogo caiu, somando duas quedas.

Recuperação é palavra chave para um time que cai para a segundona. Como não foi possível evitar a queda, o foco deve estar em subir para a elite novamente. Lembrar do que aconteceu com a Portuguesa-SP é essencial: sem divisão, o clube precisa ser pelo menos vice-campeão da Copa Paulista para voltar a disputar uma competição nacional no ano que vem. Em 2013, a Lusa disputava a primeira divisão e, após muita polêmica envolvendo escalações irregulares, foi rebaixada para a série B do Brasileiro. Não se deve dispersar na missão de voltar para a série A.

O rebaixamento é terrível, uma mancha na história de clubes com tantas glórias. Mas em um campeonato tão disputado como o Brasileirão, a cada dia que passa fica mais complicado fugir do fantasma da segunda divisão. Por um lado, isso não é ruim. Um campeonato bem disputado atrai o público e fica mais gostoso de assistir. Por outro lado, torça para que o time da vez a ser “assombrado” não seja o seu.

Rebaixamentos nos últimos anos:

2016: Internacional de Porto Alegre, Figueirense, América-MG e Santa Cruz.

2015: Avaí, Vasco da Gama, Goiás e Joinville.

2014: Vitória, Bahia, Botafogo e Criciúma

2013: Portuguesa, Vasco da Gama, Ponte Preta, Náutico

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle