A era de ouro madrilenha tem nome e sobrenome

Atualizado: Jul 25

Zinedine Zidane é um dos maiores jogadores da história do futebol francês e, também, mundial. Defendeu diversas equipes, dentre elas, Juventus e Real Madrid, além de fazer parte da seleção francesa que conquistou a Copa do Mundo, seguida da Eurocopa. Apesar de não se caracterizar muito por fazer gols em adversários, o prestígio maior era admirar seus passes largos, sua precisão nos lançamentos e, não menos importante, nas cobranças de falta. Foi eleito três vezes melhor do mundo pela FIFA, além de ser embaixador da ONU.

Zidane foi aprovado com louvor quando o assunto era jogar futebol. Conseguiu reconhecimento em tudo o que fez, se destacando dos seus demais companheiros, porém, sempre se vangloriando de trabalhar em equipe e reforçando o fato de que tudo o que fazia era graças aos seus parceiros, independente do time em que estivesse atuando. Foi aí que resolveu alçar vôo e se tornar treinador em um dos times mais respeitados do mundo, o que, de fato, seria essencial e estaria à altura de um ex-jogador como ele: o Real Madrid.

Contando com nomes como Cristiano Ronaldo, Gareth Bale, Sergio Ramos, Isco e Marcelo em seu repertório de jogadores disponíveis, conseguiu montar um elenco tático que se mostrava diferente dos demais. Se colocado em números, ganhou sete títulos comandando a equipe madrilenha, dentre eles duas Champions League, duas Supercopas da Europa, um Campeonato Espanhol, um Mundial e uma Supercopa da Espanha. Também é o melhor treinador do mundo na última temporada, se igualando em títulos a nada mais nada menos que Guardiola e Luis Henrique no comando do Barcelona. Além disso, possui em equilíbrio o número de derrotas e títulos. Um para cada. São sete. Sete títulos. Sete derrotas em um ano e oito meses no comando.

Apesar da inicial desconfiança da torcida, Zidane mostrou e provou que pode ser um grande treinador e dar à essa mesma torcida tudo o que eles querem e merecem. Um ano e oito meses depois, a força do nome e sobrenome do ex-jogador fez com que fosse respeitado nacional e internacionalmente. Com mais quatro títulos a disputar na próxima temporada, sendo eles Campeonato Espanhol, Copa del Rey, Champions League e Mundial, o técnico do Real Madrid tem tudo para alavancar ainda mais os números da equipe. E, sem sombra de dúvidas, ganhar ainda mais espaço e reconhecimento no mundo futebolístico. Sabemos do potencial desse grande nome de peso e sabemos que, comandando um time de mais peso ainda, essa era de ouro tende a durar por muitas temporadas. Voa, Zidane! Para quem possui competência, talento de sobra e ama o que faz, o céu nunca será o limite. Hala Madrid y nada más!

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle