Não é fácil ser fã de jogador, mas vale a pena

Atualizado: Jul 26

Acredito que a pior parte se der fã de um jogador de futebol, é lidar com pessoas que não entendem do sentimento, e não fazem questão de entender. São aquelas que insistem em dizer o famoso "ele nem sabe que você existe". Ah, como machuca... Parece aquela lesão que seu ídolo teve e ficou meses longe dos gramados. Porém, só incomoda no começo, depois a gente se acostuma e passa a não se importar mais. Afinal, o "problema" é nosso.

Mas pior do que um "ele nem sabe que você existe", é ser chamada de "maria Chuteira". Não, eu não sou maria chuteira. Não, eu não tenho interesse no meu ídolo. Não, eu não quero dar o "golpe da barriga" no meu ídolo. Não, eu não sou fã dele apenas pelo dinheiro, muito menos pela beleza. E a verdade, é que eu tenho dó de você, por nunca sentir algo do tipo por alguém...

Também há aquelas pessoas que esperam seu ídolo falhar só para vim te encher a paciência. Cara, para. Não é legal, não acrescenta em nada. E vale lembrar que eu não tenho culpa, é claro que eu não queria que ele errasse, mas aconteceu, o que posso fazer? Mas sim, eu sigo fã dele. Ele erra, ele é humano. E eu não me arrependo de considerá-lo ídolo.

Pois só quem é fã de verdade sabe como é bom o sentimento que temos pelo nosso ídolo. É simplesmente inexplicável. É um sentimento puro, especial e único. Há diversas maneiras de se tornar fã... Seu ídolo pode ser aquele jogador da base, que subiu para o profissional e deu certo. Pode ser aquela contratação nova do seu time, ou até mesmo aquele astro do futebol mundial. Muitas vezes, seu ídolo nem joga no seu time de coração, mas continua sendo ídolo.


Ter um ídolo é torcer por ele, da mesma forma que torcemos para o nosso time. É vibrar com aquela belíssima jogada, comemorar aquela defesa, se emocionar com um gol... É estar com ele em todos os momentos, desde os mais gloriosos até os mais complicados. É ficar feliz por ele ter postado uma foto nova, com aquele sorriso lindo no rosto...

Ser fã é acompanhar os treinos para saber se ocorreu tudo bem, se ele será titular na próxima partida. É aguardar ansiosamente por um sinal de vida após aquela viagem que levou horas. É se orgulhar por uma convocação para a Seleção, ou alguma indicação para prêmio. É comemorar cada conquista individual, como se fosse sua. Mas também, é sofrer quando acontece algo que não estava programado.

Em alguns dos casos, é fazer o possível e o impossível para vê-lo pessoalmente. É ficar horas esperando-o no aeroporto, ou sair do treino. É chorar quando não dá certo. Mas, é ser a pessoa mais feliz do mundo quando acontece do jeitinho que esperávamos. Por isso, apesar de tudo que (não) somos obrigadas escutar, vale a pena ter um jogador de futebol como ídolo. Pois são experiências, histórias e, principalmente, sentimento único como fã. E sim, eu amo meu ídolo, e não o troco por ninguém.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle