O tempo não para

Atualizado: Jul 26

Se comparada a tantas outras profissões, o tempo de carreira de atletas, em especial jogadores, é curto. Com a chegada dos trinta anos, já se tem em mente futuros alternativos e a temida aposentadoria. É a regra, mas sempre há exceções a ela, e são essas exceções que muitas vezes dão a todos uma verdadeira lição do que é o amor à camisa e, principalmente, o amor ao futebol.


São poucos os jogadores que chegam perto da casa dos 40, ou mais até, ainda em atividade. E o zagueiro Juan Silveira dos Santos é um dos brasileiros que fazem parte desse seleto e querido time. Com experiência de sobra, o defensor carioca de 38 anos teve o primeiro contato com o futebol nas categorias de base do Flamengo, bem antes dos anos 90. O clube virou a sua casa. Após muitos anos, em 1996, Juan estreou no time profissional do Mais Querido, onde conquistou rápido a titularidade e permaneceu por 8 longos anos, período no qual conquistou “pouca” coisa: marcou 30 gols em 246 jogos e trouxe para a Gávea uma Copa Mercosul, uma Copa Ouro Sul-Americana, uma Copa dos Campeões e quatro Campeonatos Carioca.

Em 2002, de malas prontas, a cria de Humaitá viajou do Rio para a Alemanha, dando o pontapé inicial em sua carreira internacional jogando pelo Bayer Leverkusen, time onde o zagueiro jogou por cinco anos. Marcou 16 gols em 176 jogos, mas não conseguiu uma conquista realmente marcante pelo time alemão. O que não tira, é claro, seu mérito e a expressividade pelo talento como defensor. Da Alemanha, foi para a Itália, onde permaneceu mais cinco anos jogando no Roma. Com o brasileiro, o time italiano conquistou uma Copa Itália e uma Supercopa da Itália. O time marcou o fim do “tour” de Juan pela Europa, mas alheio a isso, o jogador também brilhou muito na Seleção Brasileira. Foi xerife com a amarelinha e peça importante nas conquistas das Copas das Confederações de 2005 e 2009 e das Copas América de 2005 e 2007.

De volta ao Brasil em 2012, o experiente atleta assinou com o Internacional de Porto Alegre e marcou seu primeiro gol com a camisa colorada justo em sua estreia, contra a Portuguesa. No ano seguinte, ganhou a camisa 4 e virou não só titular absoluto, mas um importante componente da equipe gaúcha. Mas o destino ainda lhe reservava uma surpresa muito familiar, afinal, o bom filho uma hora precisa tornar à casa. E aconteceu. No fim de 2015, Juan desembarcava no Rio de Janeiro, pronto para voltar ao clube que havia lhe revelado ao futebol, seu verdadeiro lar.


Em 2016, Juan se tornou um dos principais nomes do time do Flamengo. A experiência e o conhecimento do que é ser Flamengo, somado ao seu talento e força, o tornaram essencial no time que há muito tempo era carente de uma defesa sólida. No ano seguinte, após 15 anos, um momento histórico de sua carreira: o camisa 4 marcou seu primeiro gol na nova passagem pelo Mais Querido, na partida contra a Portuguesa/RJ válida pelo Campeonato Carioca. O gol, o seu 31º com a camisa rubro-negra, o colocou em uma marcante lista: Juan se tornou o segundo zagueiro com mais gols na história do Mengão, atrás apenas de Junior Baiano, com 33. E em agosto deste ano, a prata da casa foi homenageado por uma importante conquista, a marca de 300 gols com a camisa do time da Gávea.

Muito bem acolhido pelo time, pela torcida e pelos colegas de equipe, Juan deixa claro que se sente em casa estando no Flamengo, declaradamente seu clube do coração. E não há lugar como o lar. Apesar de ser exemplo para os jogadores mais novos – dos quais o craque é até 20 anos mais velho –, o tempo passa. O contrato do zagueiro termina no fim de 2017 e não é certa a continuidade do craque como jogador profissional, mas mesmo que essa tenha sido a derradeira temporada de sua carreira, a sua importância como atleta e como um grande exemplo, e a sua colaboração para tornar o futebol aqui e lá fora mais bonito já estão mais que marcados na história do esporte. Até dezembro, o tempo pra ele não para...

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle