1966: Peñarol conquista o tricampeonato em virada histórica

Atualizado: Jul 26

Conquistar o tricampeonato é um sonho dos times que disputam uma Libertadores da América. E quando a conquista vem na sétima edição, é melhor ainda. Esse é o caso do Peñarol, que em 1966 ergueu a taça da competição pela terceira vez.


A competição que iniciou em janeiro, contou com a participação de 17 equipes, foram 95 partidas e 289 gols marcados. Mas o diferencial dessa edição foi o Brasil e a Colômbia, que optaram por não participar da competição pelo fato dos vice-campeões nacionais também serem integrados.


Integrante do grupo 3, na primeira fase o Peñarol enfrentou o Nacional, Jorge Wilstermann, Municipal, Emelec e o 9 de Octubre. Garantiu a liderança com 16 pontos, obtendo oito vitórias e apenas duas derrotas. Na semifinal, o time uruguaio teve que lutar pela classificação ao lado do Universidad Católica e do Nacional. Foram três vitórias e uma derrota até a tão sonhada final.


Mas para conquistar o título, os uruguaios sofreram. Isso porque no jogo de ida, venceram o River Plate por 2 a 0, mas no jogo de volta, acabaram perdendo por 3 a 2. Resultado que levou a decisão para uma terceira partida, e jogando em casa e com o apoio da torcida, o Peñarol venceu os argentinos por 4 a 2, garantindo o inédito tricampeonato.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle