O ano de 2019 para as seleções brasileiras

Atualizado: Jul 25

Durante o ano de 2018, as seleções brasileiras, tanto a masculina, quanto a feminina, enfrentaram desafios que deixaram emoções à flor da pele e o amor, um tanto quanto questionado diante das derrotas. Um ano e tanto para a nação, que torcia, mesmo quando mais silenciosa, pela vitória, pela passagem de fase e para que os times brasileiros mostrassem a garra.

Do lado da seleção masculina, o ano foi marcante pela tão emblemática Copa do Mundo. Primeira edição após a seleção perder por 7 a 1 em território nacional. Primeira edição após diversos amistosos da verde e amarela para mostrar que o futebol ainda estava vivo. Alguns torcedores estavam às vésperas do evento já contando com o Hexa, outros, com uma derrota pior do que a de 2014. Mas, no fundo, a maioria torcia para ver um belo futebol dentro de campo. Só que o lado dos pessimistas foi o que prevaleceu. A seleção masculina foi derrotada pela Bélgica nas quartas de final e perdeu, mais uma vez, a chance de conquistar o tão sonhado sexto título.

Por sua vez, a seleção feminina participou da Copa América e do Torneio das Nações. No primeiro, as meninas foram bem sucedidas e levaram o povo brasileiro junto, se tornando as heptacampeãs do evento. Já no Torneio das Nações, realizado nos Estados Unidos, a seleção não se saiu tão bem, conseguindo, apenas, o terceiro lugar após perder para o time da casa por 4 a 1.

Mas, apesar de todos os desafios de 2018, as duas seleções terão eventos marcantes também em 2019. E este ano pode levantar os ânimos da torcida em relação às equipes ou apagar ainda mais os sentimentos.

A Copa América Masculina de 2019 será sediada no Brasil e é o desafio do ano para a equipe. O evento ser sediado em nosso território já é de levantar as emoções, já que o time nunca perdeu esse confronto quando realizado em terras nacionais. Pode-se considerar que a competição servirá para perceber como a seleção está se saindo após um longo ano, se houve melhoras, se continua do mesmo jeito ou se está com novos erros. Sendo que, por ser em casa, uma vitória pode elevar as esperanças no time brasileiro.

Já a seleção feminina enfrentará a Copa do Mundo, que, pela primeira vez, terá cobertura da televisão aberta brasileira. O time, na primeira fase, enfrentará Jamaica, Itália e Austrália, que formam o grupo C. A competição, juntamente com a cobertura, poderá servir para que mais pessoas conheçam o futebol brasileiro feminino e para que ele possa ter mais reconhecimento dentro do país.


Assim, o ano de 2019 será de (novos) desafios para as duas seleções brasileiras, que poderão mostrar o futebol, novamente, para o povo. E, em mais um ano, o brasileiro pode se preparar para passar horas em frente à televisão assistindo aos jogos e passando nervoso durante os 90 minutos de partida.

Portanto, neste novo ano, as seleções terão novos momentos para mostrar que o futebol está vivo, que ainda vale a pena torcer para nossos times. E nós, amantes desse esporte, poderemos vibrar em cada momento e cada partida.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle