1970: festa argentina em Montevidéu

Atualizado: Jul 24


A hegemonia argentina deu continuidade no ano de 1970, com o tricampeonato do Estudiantes de La Plata. Por ter garantido o título no ano interior, os pincharratas disputaram a competição a partir da semifinal, por outro lado, o Peñarol – seu adversário na final, disputou o Grupo 2 da fase de grupos. A edição da Libertadores da América de 1970 teve 19 equipes participantes, foram 86 partidas até a grande final, a rede balançou 253 vezes, uma média de 2,94 gols por partida.


Na fase de grupos, o Peñarol enfrentou o Nacional, Valencia e Deportivo Galicia. Os argentinos garantiram a classificação para a próxima fase na vice-liderança. Em seis partidas, venceram três jogos, três empates e nenhuma derrota. Na segunda fase, os adversários foram a LDU Quito e o Guarani, desta vez, conquistando a liderança com seis pontos.


Na semifinal, os uruguaios enfrentaram os chilenos do Universidad. Na primeira partida perderam por 1 a 0, no jogo de volta, o Peñarol venceu por 2 a 0. Com os resultados, o finalista foi definido em uma terceira partida. O placar de 2 a 2 classificou os uruguaios a mais uma final.


Já os Estudiantes duelaram contra o River Plate. Os pincharratas venceram as duas partidas, a primeira por 1 a 0 e a segunda por 3 a 1. O primeiro jogo da final da Libertadores foi em La Plata, o gol de Néstor Togneri deixou o time com uma mão na taça. A partida de volta ocorreu em Montevidéu, e o empate sem gols decretou o Estudiantes como tricampeão.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle