1978: o imbatível Boca de 70

Atualizado: Jul 26


Há 40 anos, o dia 28 de novembro de 1978 ficou marcado na história do Boca Juniors. Campeão invicto e pelo segundo ano consecutivo, fizeram uma campanha excelente. Precisaram apenas de seis partidas para conquistar o bicampeonato da Copa Libertadores da América, com quatro vitórias e dois empates, o time se consagrou como o quinto clube a vencer o torneio de forma invicta.

Antes, somente Peñarol-URU (1960), Santos (1963), Independiente-ARG (1964) e Estudiantes-ARG (1969 e 1970) tinham sido campeões da América sem perder um jogo sequer. Uma campanha perfeita só voltaria a acontecer em 2012, no indiscutível e inédito título do Corinthians, coincidentemente em cima do próprio Boca.

Aquele Boca do final dos anos 1970 era fortíssimo. Campeão argentino em 1976, começou o caminho para a futura soberania na Libertadores em 1977, com a primeira de um total de seis conquistas. Comandados pelo técnico Juan Carlos Lorenzo, os argentinos levaram a taça com apenas uma derrota em 13 jogos. Foram superados somente uma vez, em um dos três jogos do duelo final contra o Cruzeiro.

Titular do troféu, o Boca entrou na edição de 1978 já na segunda fase, uma semifinal entre três times, disputada em jogos de ida e volta. Os adversários eram fortíssimos: o maior rival, River Plate, e o Atlético Mineiro, vice-campeão brasileiro em 1977.

O confronto final foi entre o Deportivo de Cali, primeira vez que um time colombiano participa da final da Libertadores, e o temido Boca. Empatou em 0 a 0 na Colômbia e goleou o rival por 4 a 0 em casa, conquistando o bicampeonato.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle