1981: com show de Zico, Flamengo conquista a Libertadores

Atualizado: 26 de Jul de 2020

A Libertadores de 1981 foi a 22ª edição e teve como campeão o Flamengo. A competição foi marcada por uma grande polêmica entre o campeão e o Atlético Mineiro. Na grande final, Zico marcou duas vezes e o rubro-negro venceu o Cobraloa do Chile em um jogo de desempate no Estádio Centenário no Uruguai. Segunda uma lista divulgada pela Conmebol em 2015, o Flamengo registrou neste ano o maior público em uma edição de Libertadores, somando 516.382 espectadores em seis jogos no Maracanã.


O Flamengo caiu no grupo 3 juntamente com Atlético Mineiro, Olímpia e Cerro Porteño. Ao final dos confrontos diretos entre os clubes, Flamengo e Atlético terminaram empatados com o mesmo número de pontos e apenas o primeiro colocado avançava para a próxima fase.

Um jogo de desempate definiria a primeira colocação do grupo. Marcado por polêmicas e a expulsão de cinco jogadores do clube mineiro, o jogo foi encerrado ainda no primeiro tempo e o Flamengo avançou.

Na próxima fase, o Flamengo enfrentou o Jorge Wilstermann e o Deportivo Cali em um triangular e garantiu a vaga para a final com 100% de aproveitamento. A primeira partida na final contra o Cobraloa aconteceu no Maracanã e com dois gols de Zico, o rubro-negro levou a melhor e venceu por 2 a 1. No jogo de volta, no Chile, vitória do time da casa.

A decisão aconteceria, então, em um terceiro jogo, dessa vez em campo neutro: Estádio do Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. Zico, marcou duas vezes, novamente e o Flamengo conquistou sua única Libertadores, garantindo vaga no Mundial, também conquistado pelo rubro-negro. O craque Zico foi o grande destaque e artilheiro da competição, somando 11 gols e imortalizando o seu nome na história da competição.

0 comentário

Seja nosso parceiro!

E-mail: futebolporelas@hotmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle