1982: Peñarol garante o tetra nos minutos finais

Atualizado: Jul 25

A Libertadores da América de 1982 contou com 21 times participantes. A 23ª edição iniciou no dia 7 de março, tendo a grande final realizada no dia 30 de novembro. Foram marcados 163 gols em 74 partidas, uma média de 2,2 gols por partida. O Peñarol foi o grande campeão, conquistando o tetracampeonato diante de Cobreloa.


A primeira fase da competição iniciou com 20 times divididos em cinco grupos. Como o Flamengo foi o campeão da Libertadores em 1981, os cariocas avançaram direto para as semifinais. O Peñarol compôs o grupo 2, ao lado de São Paulo, Defensor Sporting e Grêmio (que disputava a competição pela primeira vez).


Nesta fase, os uruguaios venceram quatro jogos, empataram um e perderam uma partida. Foram sete gols marcados e três sofridos. Terminando o grupo de fases em primeiro lugar, nas semifinais, os aurinegros tiveram como adversários o Flamengo e River Plate.


A primeira partida da semifinal foi de vitória por 1 a 0 diante do Flamengo. Contra o River Plate, os uruguaios venceram os dois duelos, o primeiro com uma goleada por 4 a 2, o segundo com um placar discreto de 2 a 1 em Montevidéu. Apesar disso, o Peñarol perdeu a última partida por 1 a 0 para o Flamengo. Embora o resultado fosse ruim, a equipe carimbou vaga para a grande final.


Jogando em Montevidéu e contando com o apoio de mais de 57 mil torcedores, Peñarol e Cobreola ficaram no 0 a 0, ficando a decisão para o Estádio Nacional de Chile. Se na primeira partida, os uruguaios tiveram o apoio de sua torcida, desta vez, eles teriam que enfrentar mais de 74 mil pessoas.


O tetracampeonato foi decidido aos 89 minutos, quando Fernando Morena balançou as redes e deu ao Peñarol mais um título.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle