Barcelona e seu DNA Holandês

Atualizado: 25 de Jul de 2020

O Barcelona anunciou a contratação de Frenkie de Jong, que pertencia ao Ajax, pelo valor de 75 milhões de euros (R$ 324,6 milhões). O meia de 21 anos era um sonho do time por se encaixar perfeitamente no modelo de jogo praticado pelo clube.

Se por um lado cada vez mais a La Masia, base que formou jogadores como Messi, Iniesta, Xavi e Busquets, é colocada de lado, por outro é interessante ver novamente um jogador holandês, jovem e talentoso, atuando pelo Barcelona. A história do time tem muito a agradecer a Holanda e seu futebol.

O holandês que iniciou essa história foi Johan Cruyff. Depois de sua passagem extraordinária pelo Ajax, chegou no Barcelona em 1973, onde permaneceu até 1978, e fez história como jogador. Nos campos foi um dos maiores de todos os tempos, considerado o melhor futebolista europeu do século XX. Dez anos depois, em 1988, voltou como técnico e revolucionou o time. Um dos propulsores do futebol moderno, Cruyff conquistou tudo que podia no comando da equipe e deixou um legado eterno para o time catalão. As ideias do mestre de Amsterdã foram continuadas desde a base e transformaram o Barcelona para sempre.

Entre Cruyff e Frenkie de Jong outros 18 jogadores holandeses vestiram a camisa do Barcelona: Johan Neeskens, Ronald Koeman , Richard Witschge, Jordi Cruyff, Michael Reiziger, Ruud Hesp, Winston Bogarde, 'Bolo' Zenden, Phillip Cocu, Patrick Kluivert, Ronald de Boer, Frank de Boer, Marc Overmars, Giovanni van Bronckhorst, Edgar Davids, Mark van Bommel, Ibrahim Afellay e Jasper Cillessen (está no time atualmente).

Alguns tiveram passagens sem muito sucesso, outros marcaram eras. Ao anunciar o novo meia, no seu site, o clube reconheceu a importância do futebol holandês na sua história, dando grande ênfase ao Ajax, e creditou à Amsterdã a origem do DNA do Barcelona.

Dito isso, o que já sabemos é que o jovem Frenkie de Jong chega no clube com os ombros pesados e tendo que honrar um legado que começou há 40 anos atrás. Só o tempo vai nos mostrar se ele será mais um holandês que terá o nome gravado para sempre na memória do Barcelona.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo