1988: o ano do tricampeonato do Nacional

Atualizado: 26 de Jul de 2020

A vigésima primeira edição da libertadores contou com vinte e um times e 170 gols em 83 partidas. A artilharia ficou por conta de Arnaldo Iguarán do Millonarios, que marcou cinco vezes na competição. O melhor ataque da primeira fase ficou por conta dos colombianos do Millonarios que fizeram 14 gols, enquanto a melhor defesa dessa fase pertenceu ao Newell’s Old Boys, que sofreram apenas um gol. Nesta edição o Brasil foi representado por Sport e Guarani, campeão e vice do campeonato brasileiro de 1987, respectivamente.


Em 1988 a competição sofreu alterações em sua forma de disputa; a partir da segunda fase o sistema eliminatório com jogos de ida e volta foram introduzidos no torneio e assim, o atual campeão da Libertadores passou a disputar a competição a partir da terceira fase e não mais da fase semifinal, como costumava acontecer.


O Nacional começou a competição no grupo 3, junto com América Cáli, Millonarios e Wanders, classificando-se em segundo lugar somando seis jogos sendo eles: três vitórias, dois empates e uma derrota; a única derrota dos uruguaios na fase de grupos foi a goleada de 6 a 1 diante o confronto com o Millonarios.


Já na segunda fase, o Nacional enfrentou a Universidad Católica pela chave A e conseguiu garantir um empate por 1 a 1 na casa do adversário e mantendo o resultado de 0 a 0 em casa, avançava para a terceira fase devido a vantagem do gol fora.


O adversário na terceira fase foi o Newell’s Old Boys na chave 2, o primeiro confronto ocorreu em 22 de setembro na Argentina e os times empataram por 1 a 1, no jogo de volta que aconteceu no dia 28 de setembro no Uruguai, o Nacional saiu de campo com a vitória de 2 a 1 e se classificava para a fase semifinal.


Os confrontos da semi ficaram por conta de Nacional x América Cáli e Newell’s Old Boys x San Lorenzo; na primeira partida o Nacional venceu pelo magro resultado de 1 a 0, o Newell’s Old Boys também levou a melhor em relação San Lorenzo, também por 1 a 0. Nos jogos de volta o favoritismo após a partida de ida se confirmou e o Nacional conseguiu a classificação para a final da Libertadores, enquanto Newell’s Old Boys se classificava após derrotar o San Lorenzo por 2 a 1.


O primeiro jogo da fase final ocorreu no dia 19 de outubro, no estádio Gigante de Arroyoto com um público total de 45 mil pessoas e a vitória ficou por conta dos donos da casa, Newell’s Old Boys pelo placar de 1 a 0 com gol de Gabrich aos 25 minutos do segundo tempo.


Com arbitragem de Arnaldo César Coelho, o jogo de volta ocorreu no dia 26 de outubro no estádio Centenário e um público de 75 mil pessoas, apenas a vitória interessava para a equipe do Nacional e aos 13 minutos de jogo Vargas abria o placar para o time da casa, seguido por Ostoloza ao 36 minutos do primeiro tempo e De León fechou o placar para o Nacional aos 33 do segundo tempo, com um jogador expulso de cada lado (Móran- Nacional, Pautasso- Newell’s Old Boys) e uma vitória de 3 a 0, o Nacional consagrava-se campeão da América pela terceira vez em sua história.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle