1997: o Cruzeiro volta a conquistar a América

Atualizado: Jul 26

A 38° edição da competição iniciou-se em 19 de fevereiro e durou até o dia 13 de agosto, contou com 247 gols em 90 partidas; O melhor ataque da fase inicial ficou por conta de Bolívar e Universidad Católica que totalizaram 15 gols cada. Já a melhor defesa foi a do grêmio, que sofreu apenas 3 gols. O Cruzeiro iniciou sua jornada pelo título no grupo quatro, enfrentando na primeira fase Grêmio, Sporting Cristal e Alianza Lima; encerrou essa primeira fase como vice-líder do grupo somando 9 pontos.

Classificado para a fase eliminatória, enfrentou o El Nacional nas oitavas de final, classificando-se para as quartas após ganhar na disputa de pênaltis no placar de 5 a 3. Já nas quartas de final, enfrentou novamente o Grêmio, ganhando o primeiro jogo por 2 a 0 e o segundo por 2 a 1. Já na semifinal, o adversário do Cruzeiro foi o Colo-Colo, e novamente o time Celeste conseguiu a classificação após disputa de pênaltis, vencendo por 4 a 1.

Durante a comemoração da vaga para a final ainda no gramado, objetos foram arremessados nos jogadores cruzeirenses pela torcida adversária. Já no caminho para o vestiário os jogadores do Cruzeiro foram cercados no túnel do Estádio Monumental David Arellano, o jogador que mais apanhou foi o volante Donizete Oliveira.

Vale ressaltar a estrela do goleiro Dida, que foi decisivo mais de uma vez nessa campanha do Cruzeiro, o primeiro milagre do goleiro foi nas oitavas de final, quando defendeu o pênalti cobrado por Chalá e garantindo a classificação Celeste, Dida voltou a defender um pênalti no jogo contra o Colo Colo que foi decisivo para garantir a vaga na final da competição.

O Cruzeiro estava na final e tinha como adversário o Sporting Cristal, o primeiro jogo aconteceu no Estádio Nacional, em Lima e terminou no 0 a 0, tudo seria decidido no segundo jogo, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. No jogo de volta, o Cruzeiro consagrou-se campeão da Libertadores após 21 anos de sua primeira conquista como o apertado placar de 1 a 0, Elivelton foi o autor do gol do título do Cruzeiro que se tornou bicampeão da América.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle