CBF confirma árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro 2019

Atualizado: Jan 17


O Brasileirão de 2019 vai contar com o VAR. Na última sexta-feira, 22, representantes dos 20 clubes da Série A se reuniram na sede da CBF, no Rio de Janeiro, e por unanimidade aceitaram a utilização da tecnologia no campeonato.

Diferentemente de 2018, os clubes aprovaram a utilização do VAR porque a CBF vai arcar com 100% dos custos de implantação. A principal razão para a ideia ter sido barrada ano passado foi o fato de que os clubes teriam que arcar com todos os gastos.

O caso em 2017

Em setembro de 2017, depois de o Corinthians vencer o Vasco por 1 a 0 com um gol de mão de Jô, a CBF cogitou aderir ao VAR no Campeonato Brasileiro de 2018. A proposta inicial da instituição foi que todos os clubes arcassem com todos os custos da implantação do árbitro de vídeo no valor R$ 20 milhões, cada clube teria que desembolsar R$ 1 milhão.

Foi aberta uma votação com os representantes dos 20 clubes que disputariam a Série A para decidir se iriam ou não inserir a tecnologia nos gramados. A votação acabou vetando o VAR pelo placar de 12 a 7, e uma abstenção. Os clubes que votaram contra justificaram que os custos estavam muito elevados para desembolsar sem um planejamento prévio.

Como foi a votação:

A favor: Flamengo, Botafogo, Bahia, Chapecoense, Palmeiras, Grêmio e Internacional.

Contra: Corinthians, Santos, América Mineiro, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Paraná, Vasco, Fluminense, Sport, Vitória e Ceará.

Abstenção: São Paulo.

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, na época declarou que “o prejuízo mesmo acontece quando há um erro contra o clube ou contra o futebol”.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle