A oitava rodada do Paulistão foi marcada por uma média baixa de gols

Atualizado: Jul 25

Na partida mais esperada da rodada, o atacante Miguel Borja perdeu um gol inacreditável

sem goleiro e o guarda redes Everson foi destaque pelas suas defesas.

A oitava rodada do Campeonato Paulista teve uma certa peculiaridade: houve poucos gols nas partidas. Em um total de oito jogos, foram apenas 14 gols, média bem baixa comparada com as rodadas anteriores do Paulistão.

Começou na noite de sexta-feira com a partida entre Mirassol e São Bento, os dois times na luta contra o rebaixamento para a Série A2. O time do Leão venceu o do Azulão por 2 a 1 de virada, deixando o Bentão na berlinda com apenas três pontos. Os gols foram de Éder Luis (São Bento), Zé Roberto e Rodolfo (Mirassol). Logo depois, às 21 horas, o Bragantino enfrentou o Grêmio Novorizontino e empataram em 1 a 1, com direito a gol contra de Éverton Sena e gol de Edson Silva, ambos do Novorizontino. O primeiro tempo foi dominado pelo Braga, já o segundo dominado completamente pelo Novorizontino, tendo quase saído a virada, se não fosse uma bela defesa do goleirão Alex Alves. Com o resultado, ambos os times estão mal posicionados nas tabelas de seus grupos. O Grêmio Novorizontino está empatado com o vice líder do grupo B, Guarani, com 13 pontos, e o Bragantino está em terceiro no grupo C com 10 pontos, atrás da Ferroviária e do Corinthians.

Na tarde de sábado, o Guarani venceu o São Caetano de virada por 2 a 1 no Brinco de Ouro, ótimo resultado para reconquistar a confiança do time, após as derrotas para o Avenida do Rio Grande do Sul e Santos. Os gols foram de Bruno Mezenga (São Caetano), Diego Cardozo e contra de Max (Guarani). Destaque para a volta de Anselmo Ramon, jogador experiente e que estava a 267 dias sem jogar devido a uma cirurgia no ligamento cruzado do joelho direito. O time de Osmar Loss sobe para a segunda posição do grupo B com 13 pontos, empatado com o Novorizontino, porém com uma vitória a mais. O São Caetano fica em maus lençóis: em penúltimo lugar na classificação geral, com quatro pontos e nenhuma vitória.


Mais tarde às 19 horas, aconteceu o jogo mais esperado da rodada: o Clássico da Saudade. Uma frustração para ambos os torcedores, tendo sido um empate sem gols. O time da Vila poupou seus dois melhores jogadores - o artilheiro do clube Jean Mota e o uruguaio Carlos Sanchez - devido à partida de terça-feira pela Sul-Americana contra o River Plate, do Uruguai. Já o Alviverde veio com novidade: time sem Lucas Lima e com Raphael Veiga, que estava emprestado no ano passado para o Athletico Paranaense. Borja perdeu um gol incrível sem goleiro, Everson fez uma partida brilhante com várias defesas e a arbitragem do jogo foi bem confusa em diversos lances. Apesar do empate no clássico, Santos e Palmeiras continuam líderes de seus grupos: no grupo A, o Peixe tem 19 pontos, enquanto o vice-líder Red Bull Brasil tem 15 pontos; já no grupo B, o Verdão tem 15 pontos, e o Guarani vice-líder, tem 13.

No domingo, dois jogos ocorreram simultaneamente às 17 horas: Ponte Preta x Ituano e São Paulo x Red Bull Brasil. No Morumbi, os times não saíram do 0 a 0 e o Tricolor Paulista se virou como pode com um a menos desde os 20 minutos do primeiro tempo. Gonzalo Carneiro entrou duramente em Rafael Carioca, recebendo cartão vermelho direto, enquanto o segundo permaneceu até os 41 do segundo tempo, saindo de ambulância, após um choque de cabeça com o lateral tricolor Igor Vinícius.. Merece destaque o goleiro do São Paulo, Tiago Volpi, que fez sem sombra de dúvidas uma das melhores partidas pelo Tricolor até agora, efetuando defesas difíceis. O Red Bull Brasil dominou a partida, finalizando 23 vezes, contra apenas nove do time da casa. O São Paulo é terceiro do grupo D com 10 pontos, atrás do Oeste e do Ituano. Em Campinas, outro placar empatado, Ponte Preta e Ituano ficaram no 1 a 1, com gols de Matheus Oliveira (Ponte Preta) e Martinelli (Ituano). O resultado complica a situação da Macaca, que está em terceiro no grupo A com 10 pontos, enquanto Santos tem 19 e Red Bull Brasil tem 15. O Ituano está em segundo no grupo D, com 11 pontos.

Às 19 horas, rolou a bola para Botafogo-SP e Corinthians. Em um jogo bem parado, sem oportunidades claras de gol, apenas aos 37 minutos do segundo tempo aconteceu o único gol da partida: com assistência do artilheiro do Coringão, Gustagol, Boselli fez seu primeiro gol com a camisa alvinegra. O zagueiro Plínio, do time de Ribeirão Preto, recebeu o cartão vermelho direto aos 41 minutos do primeiro tempo após acertar a sola da chuteira nas costas do volante alvinegro Ramiro. O Corinthians continua líder do grupo B com 13 pontos, enquanto o Botafogo-SP está na lanterna do grupo D com quatro pontos, é mais um que se complica na luta contra o rebaixamento.

Por fim, o último jogo da rodada foi na tarde de segunda-feira, a Ferroviária ganhou do Oeste de virada na Fonte Luminosa por 2 a 1, gols de Lúcio Flávio e Rayan (Ferroviária) e Matheus Jesus (Oeste). A Locomotiva dominou a partida, mas sofreu para conseguir a virada. Apesar da derrota, o Oeste continua líder do grupo D com 12 pontos, um a mais que o Ituano e dois a mais que o São Paulo. A Ferroviária permanece vice-líder do grupo C com 12 pontos.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle