2016: o ano do Atlético Nacional

Atualizado: Jul 26

A 57° edição da libertadores contou com 38 participantes, 377 gols em 138 partidas. Teve inicio no dia 2 de fevereiro e encerrou-se no dia 27 de julho, a edição de 2016 foi a última a ser disputada no período de seis meses.

O melhor ataque da fase inicial ficou por conta das equipes do Pumas UNAM e River Plate que totalizaram 17 gols cada. A melhor defesa da primeira fase ficou com por conta do Atlético Nacional que não tomou nem um gol. Ainda na fase de Grupos, ocorreram 3 goleadas pelo placar de 6x0. Em jogo válido pelo grupo 1, o São Paulo goleou o Trujillanos no Morumbi; também pelo grupo 1 o River Plate goleou o The Strongest no Monumental de Núñes e para finalizar, em jogo válido pelo grupo 8 o Corinthians goleou o Cobresal na Arena Corinthians.

O Atlético Nacional começou sua trajetória no grupo 4 junto com Huracán, Peñarol e Sporting Cristal e terminou a primeira fase da competição como líder de seu grupo somando 16 gols, seguido do Huracán que totalizou oito pontos. O adversário na fase de oitavas de final foi o Huracán, no jogo de ida as equipes apenas empataram em um jogo sem gols. Já no jogo de ida o Atlético Nacional bateu seu adversário em um placar de 4x2 e conquistou a classificação para as quartas de final, onde enfrentaria o Rosário Central.

As quartas de final foram a verdadeira prova de fogo para o time do Atlético Nacional, perdendo o jogo de ida pelo placar de 1 a 0, a equipe precisaria reverter o resultado em casa. Mas, no início do primeiro tempo no jogo de volta, o juiz marcou um pênalti duvidoso para o Rosário Central e as chances de classificação do Atlético diminuíam. O empate veio ainda no primeiro tempo, o que prometeu esquentar o clima na segunda etapa do jogo, apenas dois gols separam o Atlético Nacional da semifinal da competição.

Após muitas oportunidades perdidas pelo time do Atlético, Guerra diminui o placar e vira o jogo após um belo gol, mas sua equipe ainda precisava de mais um gol para se classificar e ele veio aos 49 minutos da segunda etapa, saiu dos pés de Berrio e Atlético avançava de fase. A semifinal seria contra São Paulo e logo no jogo de ida, que aconteceu no Morumbi, o Atlético mostrou que não estava para brincadeira, bateu o time da casa por 2 a 0. No jogo de volta o São Paulo até tentou, mas não conseguiu bater o Atlético nacional que voltou a vencer, dessa vez por 2 a 0, só mais dois jogos separavam o Atlético do tão cobiçado título.

​​A final ficou por conta de Independiente del Valle e Atlético Nacional que apenas empataram no primeiro jogo, que terminou em 1 a 1. O Atlético Nacional se confirmou campeão após vencer o jogo de volta por 1 a 0. Guerra foi eleito o melhor jogador da edição, enquanto a artilharia ficou por conta de Jonathan Calleri, do São Paulo que balançou as redes nove vezes.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle