Lições do futebol para a vida

Atualizado: Jul 26

Certa vez alguém me disse que assistir futebol era perda de tempo, que nada aprenderia ficando sentada em frente à TV ou no estádio vendo uns caras correr atrás de uma bola. Mas, isso não é verdade. Bom, não posso falar pelos outros, mas posso falar por mim... O futebol me ensinou lições, o futebol me ensinou sobre a vida, sobre os valores e tantas outras coisas que, talvez, nem imaginava aprender ‘só vendo futebol’.

A primeira lição que aprendi foi sobre lealdade. Todos sabem que torcer por um time na sua melhor fase não tem preço, nos tornamos as pessoas mais felizes do mundo, sem sombra de dúvidas, e quando nos sagramos campeões ou quando ganhamos aquele clássico contra o nosso maior rival ninguém consegue controlar nossa emoção. Entretanto, e quando a fase ruim chega? Porque acredite, o futebol é como a vida, uma montanha russa. E é aqui que entra a lealdade. Apoiar o nosso time numa fase não tão boa ou até em momentos extremamente críticos nos faz ser fiel a ele. E na nossa vida, somos todos times de futebol com seus altos e baixos e é nos momentos que estamos mal que percebemos com quem realmente podemos contar. Não tem essa de virar a casaca, é estar fechado em todas as horas, sejam elas bons ou ruins.

A segunda lição tem a ver com algo que não gostamos muito, mas é inevitável escapar disso: derrotas! Conheço pessoas que quando querem alguma coisa, tentam fazer acontecer, mas ao falhar pela primeira vez já se acham incapazes e desistem. Simples assim... Todavia, o futebol, da mesma forma que me ensinou a vencer, também me ensinou a perder e a lidar com isso. Imagina como seria se os times após uma derrota ou eliminação desistissem das demais competições ou já entrassem em campo no próximo jogo com o pensamento que perderá novamente... Seria um absurdo! E a partir daqui já emendo com a terceira lição: acreditar.

Quando perdemos ou fracassamos, não devemos desistir... Isso não deve nem se quer ser cogitado, é preciso se empenhar ainda mais e observar no que erramos e o que podemos fazer para melhorar e não cometer os mesmos erros, afinal a excelência é um hábito e só o nosso esforço nos ajudará a chegar até ela. Devemos sempre acreditar que será diferente, acreditar no resto da equipe e principalmente em nós mesmos. As conquistas só chegam as nossas vidas se trabalharmos para que isso aconteça. Uma coisa é certa ficar sentado lamentando o último jogo não te fará vencedor dele e muito menos te fará vencer o próximo.

Outra lição valiosa é que assim como na vida, no futebol não existe “se”. “Se aquela bola tivesse entrado” ou “Se não tivéssemos falhado naquele lance que deu o contra ataque ao adversário”... É preciso aproveitar as chances que aparecem, se você perde a oportunidade de fazer um gol, no mundo futebolístico você logo paga por isso, na maioria das vezes, sofrendo um gol. Por isso não devemos desperdiçar as chances que aparecem em nossas vidas, porque uma vez perdida não dá para tê-la de volta.

A penúltima lição é que sempre temos escolhas, e independente do que escolhermos sempre terá consequências e nunca agradaremos a todos. Poupar jogadores em uma competição para tê-lo 100% na outra ou não poupar ninguém e correr o risco de perder um jogador para o próximo jogo... Não importa a decisão que o técnico tomar, ele será criticado por alguns e elogiado por outros. Acertando ou errando teremos críticos e admiradores do nosso trabalho e nenhum dos dois devem nos influenciar.

A última e não menos importante lição é a esperança (na verdade, creio eu que seja a mais importante de todas). É a esperança que rege o futebol, é ela que enche de magia esse esporte tão popular. É ela que faz um time tecnicamente inferior vencer grandes equipes, é ela a responsável por aquelas viradas no último segundo de jogo, aquela esperança que temos ao acreditar no nosso time, mesmo que todos digam o contrário, mesmo que ele não mereça tanta confiança e crença. A esperança faz o impossível acontecer.

O futebol me ensinou a lidar com questões da vida, com as vitórias fantásticas e com as derrotas dolorosas, me ensinou que o impossível é só uma questão de opinião e quando queremos fazemos acontecer só precisamos ter fé. Se repararmos bem, a maioria das lições vem de momentos não tão bons que passamos com nosso time, mas que são de extrema importância para compreendermos a verdadeira importância de ganhar, até porque ganhar só é bom porque sabemos que perder é ruim, por isso conseguimos aprender tanto com um momento tão tenso. Logo, na vida, no futebol ou em qualquer outra coisa não devemos desistir nunca, perdemos hoje e ganhamos amanhã... Choramos hoje e vibramos amanhã... Cornetamos hoje e aplaudimos amanhã e assim segue a vida com seus altos e baixos, porque sem eles a vida não existiria. E no fim de tudo só temos uma certeza: acreditamos hoje e amanhã acreditaremos mais ainda!

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle