Palmeiras e a birra com o Campeonato Paulista

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Após um lance polêmico contra o Novorizontino em partida válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista, no último sábado (23), o Palmeiras voltou a diminuir o torneio estadual e escancarou a sua rixa com a Federação Paulista de Futebol

Era para ser só mais um lance controverso a ser discutido nos programas de debate esportivos e nas mesas de bares entre amigos após o jogo, mas a confusão entre Palmeiras, Novorizontino e Federação Paulista de Futebol virou um bate-boca generalizado nas redes sociais. Essa situação mostrou com mais clareza o quão estremecida está a relação entre o Alviverde e a organização do futebol paulista, acarretando no descrédito do campeonato estadual pelos palmeirenses.

Dessa vez, tudo começou com um suposto toque de mão do meia Murilo Henrique no lance que acarretou no gol de empate do Novorizontino na primeira partida das quartas de final entre Palmeiras e a equipe do interior, em Novo Horizonte (23). Os jogadores palmeirenses, inconformados, insistiram ao árbitro Raphael Klaus para recorrer ao VAR, estreante em campo, mas o juiz dispensou a utilização do recurso de vídeo e permitiu que o lance prosseguisse. A situação revoltou a equipe e a comissão técnica Alviverde, tanto que Cícero Souza, gerente de futebol do clube, Fernando Prass e Luiz Felipe Scolari se mostraram bastante exaltados durante as entrevistas à imprensa e pontuaram duras críticas ao VAR e a FPF.

A confusão ultrapassou as quatro linhas do gramado e logo após a partida, a Federação Paulista de Futebol publicou um vídeo em seu Twitter mostrando o atleta do Tigre do Vale dominando a bola e legendou: "Lance checado, todos os ângulos analisados, gol legal”. A declaração aflorou ainda mais os ânimos palmeirenses, que rebateram logo em seguida com a afirmação: "Federação Paulista defende o indefensável. É a mesma postura do Paulistinha do ano passado”, em sua página oficial na mesma rede social.

Nitidamente o clube se referiu à polêmica do último Campeonato Paulista (2018), na decisão contra o Corinthians no Allianz Parque, quando o árbitro marcou um pênalti a favor do Palmeiras e instantes depois recuou na decisão. Foram investigadas suspeitas de interferência externa a pedido da diretoria Alviverde, mas como nenhuma evidência foi encontrada, a ação foi arquivada e o caneco permaneceu com o time de Itaquera.

Foi diante desse cenário que Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, chamou a competição estadual de “Paulistinha”, inclusive essa e outras declarações polêmicas lhe rendeu uma denúncia pela procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). E assim, uma batalha com a Federação Paulista de Futebol foi travada e perdura até então.

O rompimento entre o órgão esportivo e o clube ficou nítido quando na festa de encerramento do torneio estadual do ano passado a comissão técnica e os jogadores palmeirenses, inclusive os premiados, foram proibidos pela diretoria de comparecerem a solenidade. Além de a FPF devolver ao clube um camarote que utilizava na Arena Allianz Parque.

Ainda magoado, Galiotte, a fim de boicotar a Federação Paulista de Futebol e punir o Campeonato Paulista, para a temporada 2019, afirmou que apenas os reservas e os garotos da base seriam escalados para jogarem as partidas do torneio. Mas Felipão interveio garantindo que o time brigaria pelo título e que a equipe titular atuaria na competição como forma de preparação para a Libertadores da América, disputada simultaneamente.

Para promover uma reaproximação, o clube Alviverde exigiu da FPF a implantação do árbitro de vídeo no Paulistão desse ano, a gravação das conversas entre os membros do quadro de arbitragem e uma "reavaliação criteriosa" do setor. E certas imposições foram atendidas.

Em algumas situações, ambos os lados cederam, mas parece que muito rebuliço acontecerá antes de levantarem, finalmente, a bandeira de paz. E, infelizmente, quem sofre com essa discórdia é o tradicional futebol paulista e os seus torcedores.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle