Peñarol vence e Flamengo deixa escapar invencibilidade

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Rubro-negros perdem a liderança após derrota, mas ainda se mantêm na disputa por uma vaga nas oitavas de final

Depois de vencer o Vasco e conquistar a Taça Rio em uma disputa emocionante no último domingo (31), o Flamengo prometeu entrar em campo nesta quarta (03) com força máxima contra o Peñarol pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Nas arquibancadas, a festa ficou por conta dos mais de 65 mil torcedores, que seguiram a tradição e esgotaram todos os ingressos da partida. Nas quatro linhas, entretanto, os titulares flamenguistas não conseguiram a vitória e saíram com a amarga derrota de 1 a 0. Se de um lado a empolgação da torcida rubro negra chamou atenção, do outro o começo de jogo conseguiu contrapor essa energia. Os primeiros dez minutos ficaram marcados por momentos bem calmos, com o Flamengo tomando iniciativas e valorizando os toques de bola, enquanto o Peñarol preferiu marcar em seu campo, sem montar boas jogadas e permanecendo com tranquilidade, sem afobação. Aos onze, o camisa 10 rubro negro, Diego, elaborou um belo lance em uma enfiada de bola em direção a Gabigol, que não conseguiu chegar a tempo na jogada. Logo depois, aos treze, uma boa oportunidade no primeiro tempo para os flamenguistas veio novamente através de Diego, depois de um passe mais uma vez para o camisa 9, Gabriel, que não finalizou muito bem. O jogo começou a ganhar um pouco mais de movimento a partir dos quinze minutos, quando o Flamengo chegou mais vezes na área uruguaia, forçando o Peñarol a ficar recuado em seu campo. Sem muita preocupação e demonstrando tranquilidade, a equipe visitante permaneceu se defendendo. Aos vinte e dois, o clube de Montevideo teve uma oportunidade no jogo após um cruzamento para Canobbio, que não conseguiu chegar na jogada e deixou a bola pipocando na área. O perigo logo foi afastado por um chutão de Pará. Até aqui, o Flamengo possuía 60% da posse de bola, sem muitas chances reais de abrir o placar. Aos trinta e oito, o jogo ficou concentrado no campo da equipe uruguaia, que se viu forçada a se defender após uma breve pressão flamenguista. Aproveitando o contra-ataque, o Peñarol teve uma boa chance no primeiro tempo após Brian acertar o passe para Canobbio, que recebeu e chutou de primeira bem em cima do goleiro brasileiro, mas Diego Alves estava atento e fez uma defesa sensacional ao espalmar. Aos quarenta e oito, após uma cabeçada de Rodrigo Caio, a bola sobrou no ar e fez com que o goleiro do Peñarol se esforçasse para afastar o perigo. Os primeiros quarenta e cinco minutos foram sem muitas oportunidades e sustos, enquanto o Flamengo não demonstrava uma atuação 100% como nos outros jogos e o Peñarol se restringia bem em sua defesa. Flamengo 0 x 0 Peñarol. Fim de primeiro tempo. TENSÃO ATRAPALHA FLAMENGO O segundo tempo começou sem alterações nas equipes e continuou sem muitas criações. Aos dez, após jogada de Arão e Pará, Gabigol teve a chance de marcar mas logo foi anulado. Lance bem marcado pelo juiz, uma vez que a presença do VAR nos jogos acontecerá a partir das oitavas de final. A partida seguiu sem muitas emoções, com a equipe uruguaia tentando aproveitar o contra-ataque mas insistindo em errar muitos passes, enquanto o Flamengo continuava tranquilo nos toques e marcando mais a saída de bola. Aos vinte e nove, Gabigol cometeu uma falta duríssima em cima de Rojo, após uma entrada desnecessária no camisa 22 do Peñarol, e acabou levando cartão vermelho direto. A partir desse momento, o Flamengo não conseguiu esconder sua tensão após a expulsão, demonstrando maior pressa em marcar o gol. Por outro lado, o Peñarol optou por aproveitar essa falha e começou a segurar mais o jogo, tendendo a gastar o tempo na posse de bola. Aos trinta e seis, após uma dividida com Lema, zagueiro do Peñarol, Bruno Henrique acabou caindo dentro da área e reclamou bastante por um pênalti. O árbitro interpretou como lance normal e o jogo seguiu. Minutos depois, Uribe entrou no lugar de Bruno, camisa 27 do Flamengo, que foi bastante vaiado pela torcida depois de atuação abaixo da média na partida. Já no fim, aos quarenta e dois, o Peñarol conseguiu abrir o placar no Maracanã. Após cruzamento de Lucas Hernandez, o atacante Viatri subiu e cabeceou para Diego Alves ficar sem chances de defender, marcando o único gol da partida. Em cinco minutos de acréscimo, o Flamengo não conseguiu montar jogadas que pudessem criar chances para diminuir o resultado. A falta de Gabigol afetou a equipe rubro negra, que antes não demonstrava dificuldades em administrar o jogo, apesar de não ter apresentado um bom desempenho. Flamengo 0 a 1 Peñarol. Fim de jogo. BOM DESEMPENHO Esse resultado, porém, não apaga o retrospecto do Flamengo na Libertadores 2019 que, até então, não tinha perdido os últimos jogos disputados. Agora, a equipe carioca caiu para a segunda posição do grupo D com 6 pontos, igualando-se em pontuação com o time uruguaio que ocupa a liderança, no momento, pelo saldo de gols. O próximo confronto da equipe carioca pela competição, que também ocorrerá no Maracanã, acontecerá na próxima quinta (11), contra o San José. Vale lembrar que, no jogo de ida, os rubro negros venceram os bolivianos por 1 a 0.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle