O berço que não segura seus craques

Atualizado: 25 de Jul de 2020

O Brasil, por ser conhecido como o país do futebol, revela diversos talentos no mundo futebolístico. Esses passam a ser alvo da atenção da mídia e dos amantes do mundo esportivo, que, várias vezes, tornam-se fãs do talento, principalmente quando é um bom jogador do time do coração de alguém e ajuda em alguma conquista importante.

Só que o mundo esportivo é repleto de transferências e mudanças. Muitas vezes, grandes jogadores brasileiros, são negociados com times estrangeiros e acabam saindo do país para expandir suas técnicas e o próprio futebol. Além de, na grande maioria das vezes, receber uma proposta que é mais rentável do que era pago no Brasil, o que até dificulta que os times brasileiros entrem em uma disputa com os estrangeiros. Geralmente, quando isso acontece, o jogador deixa saudades na população, vira alvo das manchetes, das especulações de novas transferências e dos olhares atentos daqueles que os querem de volta em seu time.

Às vezes, após uma grande temporada ou mais ao fim da carreira, o movimento de retorno é comum. Mas, por mais que o jogador seja renomado, isso acaba por dividir público. Alguns amam a ideia e esperavam por essa notícia há tempos, outros, são contrários por achar que o jogador já está velho e não acrescentará mais ao seu time. Sendo que, diversas vezes, o próprio jogador afirma que estava à espera do contato do time para o sonhado retorno.

Em 2011, por exemplo, Luis Fabiano retornou ao São Paulo depois sete anos de espera do time. Conca, por sua vez, voltou ao Fluminense após três anos de sua saída. O exemplo mais recente dessa movimentação é do Pato, que deixou, em 2015, o São Paulo, que no ano seguinte já monitorava a possibilidade de um retorno. Mas a volta não foi tão simples. O tricolor paulista teve que lidar com a tentativa de negociação do Palmeiras, mas acabou levando a melhor e fechando o contrato.

Sendo o país do futebol, será que um dia o Brasil vai conseguir segurar seus craques, sem ter que esperar, por anos, o retorno deles?

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle