Em noite de Messi, Barcelona chega a semifinal

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Barcelona e Manchester United voltaram a se reunir pelas quartas de final da Champions League, dessa vez no Camp Nou. Com a vantagem de um gol a favor o Barcelona começou o jogo passando sufoco do time inglês e com menos de 1 minuto de jogo Rashford perdeu uma ótima oportunidade de abrir o placar. Os minutos seguintes foram de pressão constante do Manchester, parecia até que iria se repetir o enredo da classificação heróica no Parc de Princes pelas oitavas de final.

Aos 11 minutos em um dos primeiros momentos do Barcelona no ataque o árbitro marcou um pênalti em Rakitc, porém o VAR foi acionado e, na revisão em campo do próprio juiz, o lance foi anulado. Logo em seguida Rashford perdeu mais uma boa oportunidade de abrir o placar e igualar o jogo.

​O momento era todo do Manchester até que a bola chegou nos pés de Lionel Messi. O argentino driblou Fred, cortou para dentro e fez aquilo que sabe de melhor. No cantinho, indefensável, golaço. Barcelona 1 a 0 Manchester United. Messi voltou a marcar em um jogo de quartas de final da Champions depois de muitas temporadas. 2 a 0 no agregado.

​O Manchester tentou se reorganizar em campo, mas não era tarefa fácil. Foi então logo em seguida que a bola foi parar novamente nos pés do camisa 10 de Barcelona. Ele chutou e o goleiro De Gea, tantas vezes excepcional, sofreu um verdadeiro frango. Mais um gol do Argentino. Barcelona 2 a 0 Manchester United.

O Barcelona colocou os dois pés na semifinal e nesse momento precisaria tomar três gols para perder a vaga. Sendo assim o time da casa tratou de ficar com a bola enquanto o Manchester se mostrou cada vez mais perdido em campo.

Nos minutos finais do primeiro tempo o Barcelona chegou a perder um gol cara a cara com De Gea depois de uma jogada em que Messi humilhou o zagueiro Phil Jones. Fim do primeiro tempo e restavam apenas 45 minutos para o Manchester tentar um novo milagre.

No início do segundo tempo o cenário continuou igual. O Manchester tentou ficar mais com a bola, mas o barcelona continuou a dominar o jogo.

O time inglês passou aos poucos a criar oportunidade no ataque, mas nada contundente. Quanto mais o tempo passada mais ficava desesperador o cenário para o time visitante. E o que estava ruim ficou ainda pior aos 60 minutos. Philique Coutinho recebeu a bola, arrumou e mostrou seu talento tão apagado nessa temporada. Golaço de fora da área. Barcelona 3 a 0 Manchester United. Agora 4 a 0 no agregado.

No momento do gol Coutinho comemorou com provocação para todas as críticas que tem ouvido. Colocou os dedos no ouvido e claramente soltou palavrão. Tudo isso virado para torcida. Apesar de ser claro o motivo do desabafo, o brasileiro pode ter não ter aproveitado um ótimo momento que tinha para recuperar o prestígio com a torcida catalã.

Minutos depois Messi quase marcou de bicicleta. O Manchester United já não existia em campo e o Barcelona que queria mandar para longe o fantasma das quarta de final fazia isso em grande estilo. O que se viu nos minutos seguintes foi um time dando show enquanto o outro tentava se organizar para não tomar um goleada humilhante.

​​Aos 80 minutos Coutinho foi substituído e aplaudido de pé pela torcida. O brasileiro saiu calado e não aplaudiu a torcida de volta o que deixou mais claro a intenção de sua provocação no momento do gol. Apesar da excelente partida do time da casa, ainda vai restar uma polêmica para ser debatida.

O jogo foi até os 90 minutos da mesma forma. Barcelona dominou completamente o time inglês, que não foi capaz de lidar com Messi num dia bem inspirado. O time catalão chega muito bem para a semifinal onde vai enfrentar Liverpool ou Porto.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle