Natalia Lima, um retrato da falta de valorização do futebol feminino

Atualizado: Mar 5

O futebol feminino brasileiro vem recebendo cada vez mais valorização nos últimos meses, apesar disso, ainda está longe de ser o ideal. Prova disso é a atual jogadora do Fluminense, Natalia Lima. Ano passado, quando estava jogando no Vasco, ganhou uma bolsa para estudar em uma instituição nos Estados Unidos. Infelizmente, por questões financeiras e falta de valorização do futebol feminino, ela não pôde ir. A atleta de 19 anos, falou ainda sobre como é jogar em um time grande, sua passagem pelo Vasco e planos para o futuro.

"Futebol feminino é resumido em uma palavra: amor! Pois não temos a valorização que merecemos", falou a jogadora. "Lutamos da mesma maneira que os homens. Treinamos e nos comprometemos a tudo que nos é passado, então deveríamos ter a mesma valorização". Para ela, o que falta para isso mudar é um olhar sem preconceito e incentivo.

Natalia destaca como um dos pontos principais de ser uma jogadora de um grande clube é ter a torcida para apoiar. "Jogar em clube, com certeza é uma experiência sem igual. Ter todo o suporte e estrutura, profissionais competentes e a torcida maravilhosa nos apoiando. Sem palavras para o futebol", conta.

Ela também lembrou da sua passagem pelo Vasco, suas conquistas e sua gratidão pela tempo em que esteve por lá. "Foi a primeira oportunidade de jogar em um time grande. Ganhei a artilharia do Campeonato Brasileirão da Baixada. Sou bastante grata pelo que conquistei lá".

Um dos marcos da sua passagem pelo time de São Januário foi uma proposta de estudo. A atleta recebeu uma bolsa de 90% para jogar no Texas. Infelizmente, o final dessa historia não foi o esperado. "Se tivesse a valorização necessária, teria estabilidade o suficiente para arcar com os custos da viagem. Foi uma oportunidade única, que infelizmente não tive condições de ir". Apesar disso, ela considera que ter tido essa oferta, já é algo muito bom e um sinal de que está no caminho certo.

#Fluminense #CampeonatoBrasileirãodaBaixada #EstadosUnidos

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle