Esporte Clube Noroeste, 108 anos de história

Atualizado: Jul 25

No dia 1 de setembro de 1910, era fundado em Bauru, interior de São Paulo, o Esporte Clube Noroeste. Com uma história de altos e baixos, o clube centenário do interior paulista têm torcedores fieis e apaixonados.

A Maquininha vermelha, como o clube é conhecido, foi fundada por ferroviários. A história da cidade de Bauru é relacionada com a história da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, assim como a história de fundação do clube também. A cidade, no início do século XX abrigava um dos maiores entroncamentos ferroviários do interior do continente, por isso, muitos ferroviários passavam por ela. Esses ferroviários, sempre formavam times e jogavam futebol enquanto estavam na cidade, assim como os trabalhadores da linha férrea. O que levou a fundação do clube em 1910, seu primeiro presidente foi o engenheiro Carlos Gomes Nogueira.

O alvirrubro de Bauru teve seu primeiro confronto contra um selecionado da cidade de São Manuel e venceu por 1 a 0. O estádio do clube, o Alfredo de Castilho, foi inaugurado em 1935, hoje tem capacidade para cerca de 18 mil torcedores. A história do Esporte Clube Noroeste é marcada por altos e baixos. O primeiro título estadual foi do Campeonato do Interior de 1943. Em 1978, chegou a disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, com Jairzinho no elenco o Norusca ficou em 28° lugar.

O clube já teve em seu elenco, por três amistosos, o então jovem Pelé, quando morava na cidade de Bauru. Não se sabe muito sobre esses jogos, mas registros apontam que em um deles, contra um selecionado de Ibitinga/SP, o futuro rei do futebol fez quatro gols com a camisa no Noroeste que venceu por 8 a 2. O clube queria assinar contrato com ele, mas seu pai, mesmo sendo auxiliar técnico do Noroeste, acreditava que surgiria uma oportunidade melhor para o filho. Pelé então, em meados dos anos 50, deixou o Noroeste para assinar contrato com o Santos.

Além de Pelé, outros grandes jogadores passaram pelo clube ao longo da história. Como o Jairzinho, o “Furacão da Copa de 70” que defendeu o time entre 1978 e 1979. Toninho Guerreiro, que fez história no Santos e São Paulo, também fez história no Noroeste, onde começou sua carreira, aos 18 anos foi o artilheiro máximo do Noroeste, na melhor fase do clube.

Depois de muitas vitórias e derrotas, acessos e rebaixamentos, no século passado, em 2005 o Noroeste conseguiu acesso à série A1 do Campeonato Paulista e conquistou o campeonato da Federação Paulista de Futebol levando-o a Copa do Brasil, além de conseguir acesso à série C do Brasileirão. Em uma campanha excelente, em 2006, o clube conquistou o 4° lugar no Campeonato Paulista, ficando atrás somente de Santos, São Paulo e Palmeiras e à frente de grandes clubes como o Corinthians. Em 2008, quase chegou as fases finais do campeonato, mas em 2009 foi rebaixado de novo. Apesar de disputar novamente a série A1 em 2011, o time voltou a ser rebaixado. Hoje, depois de alguns anos de derrotas e rebaixamentos, o clube disputa a série A3 do Campeonato Paulista.

O Noroeste completa em setembro, com orgulho, 109 anos. A Maquininha vermelha tem dificuldades financeiras e técnicas, mas uma história grandiosa e uma torcida grande e apaixonada que acompanha o clube e sonha em voltar para a elite do futebol brasileiro.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle