Relembre as finais da Champions League entre clubes conterrâneos

Atualizado: Jul 25

No dia 1 de junho, será realizada a final entre Tottenham x Liverpool em Madrid, a segunda entre países ingleses

Com desfalques importantes durante as semi-finais da competição, Tottenham e Liverpool superaram as dificuldades, os placares dos jogos de ida e se classificaram para a tão desejada final. O Tottenham não contou com Son na partida de ida por suspensão e com Harry Kane nos dois jogos contra o Ajax por lesão. O Liverpool não teve a presença de Salah e Firmino na partida de volta contra o Barcelona. Os Reds chegam à nona final da competição, já os Spurs farão a sua estreia.

Esse confronto é o sétimo entre clubes situados no mesmo país e promete pegar fogo. Enquanto junho não chega, que tal relembrarmos as outras finais que já aconteceram?

1999/2000 - Real Madrid 3 a 0 Valencia

A primeira final entre clubes do mesmo país aconteceu em 24 de maio de 2000, no Stade de France. Foram três gols do clube merengue: Fernando Morientes aos 39 do primeiro tempo, McManaman aos 22 do segundo tempo e Raúl aos 30 para tirar as esperanças do clube valenciano. O técnico Vicente del Bosque foi muito feliz em sua escalação e sistema tático, pois, apesar de a posse de bola ter sido equilibrada 53% a 47%, foram 14 chutes do Real contra apenas seis do Valencia. Os merengues se tornaram, assim, octacampeões da competição.

2002/2003 - Milan 0 a 0 Juventus

A partida entre os italianos ocorreu no dia 28 de maio de 2003 no Old Trafford, em Manchester, Inglaterra. O Milan teve duas derrotas na competição e a Juventus teve três. Os dois clubes tiveram problemas com defensores devido à lesão, Igor Tudor e Roque Júnior, o último após ter feito as três substituições. No primeiro tempo, foram várias chances criadas e perdidas, as mais relevantes de Shevchenko e Conte; já no segundo tempo, poucas chances foram construídas. Após um 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, o jogo foi levado para os pênaltis. Causou polêmica porque Dida e Buffon se adiantaram em algumas das cobranças. O clube de Milão venceu nas penalidades por 3 a 2, gols de Serginho, Nesta e Shevchenko, contra os de Birindelli e Del Piero. O jogador da partida foi Paolo Maldini e um dos responsáveis pelo hexacampeonato do Milan.

2007/2008 - Manchester United 1 a 1 Chelsea

A disputa entre os clubes ingleses aconteceu em 21 de maio de 2008, no Luzhniki Stadium, em Moscow. Cristiano Ronaldo abriu o placar para o Manchester United aos 26 minutos, com um cruzamento de Wes Brown, mas Frank Lampard empatou no finalzinho da primeira etapa. Os Reds pressionaram bastante durante os momentos finais do primeiro tempo. O segundo tempo ocorreu sem destaques e a prorrogação foi marcada pela expulsão de Didier Drogba, após agressão em Nemanja Vidic. Nas cobranças de pênalti, Cristiano Ronaldo incrivelmente perdeu uma delas, e Terry e Anelka perderam para o clube londrino. O time de Sir Alex Ferguson conquistava a taça da Champions. O jogador da partida foi Van der Sar, por causa da defesa na cobrança de Anelka. Devido ao destaque de Cristiano Ronaldo na competição, ele foi o vencedor da Bola de Ouro do mesmo ano, deixando Lionel Messi e Fernando Torres para trás.

2012/2013 - Bayern München 2 a 1 Borussia Dortmund

O jogo aconteceu no dia 25 de maio de 2013 em Wembley, na Inglaterra. Os desfalques da partida eram Mario Götze pelos amarelos e de Kroos e Badstuber pelos vermelhos. Após uma trajetória fantástica dos blackyellows, com performances sensacionais de Gotze, Lewandowski e Reus, morreram na praia. O primeiro tempo foi dominado pelo time de Dortmund, ocasionando cinco defesas difíceis de Neuer, entretanto, o placar não foi inaugurado. Os gols apenas surgiram no segundo tempo, aos 15 minutos de Mandzukic, aos 23 Gundogan empatou e no finalzinho da partida, aos 44 minutos Robben deu o título para o clube de Munique. Com a conquista da Champions, o Bayern conquista a Tríplice Coroa na temporada, por ter vencido também o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha.

2013/2014 - Real Madrid 4 a 1 Atlético de Madrid

​Um ano depois, a final foi espanhola, em 24 de maio de 2014, no Estádio da Luz, em Portugal. Em uma disputa entre Carlo Ancellotti e Diego Simeone, o argentino montou um estilo de jogo que fez os Colchoneros irem longe, deixou Barça e Real para trás e conquistou a La Liga, mas às vezes, a camisa pesa. Xabi Alonso era o único jogador suspenso devido ao terceiro amarelo. Os Merengues contavam com um ataque formado por Cristiano Ronaldo, Gareth Bale e Karim Benzema, já os Colchoneros tinham Diego Costa e David Villa. Com oito minutos do primeiro tempo, Diego Costa sentiu uma lesão e Simeone já queimava uma substituição, entrava Ádrian em seu lugar. Aos 36 minutos, Godín fazia um gol de cabeça, abrindo o placar para o Atleti. No segundo tempo, o Real Madrid tentava infiltrar-se na defesa concisa de Simeone e só conseguiu sucesso nos acréscimos com Sérgio Ramos, levando a partida para a prorrogação. Os merengues a dominaram e marcaram três vezes, com Bale aos 5 minutos do segundo tempo extra, Marcelo aos 13 e Cristiano Ronaldo no finalzinho de pênalti. O Real Madrid era mais uma vez campeão da Champions League.

2015/2016 - Real Madrid 1 a 1 Atlético de Madrid

Duas temporadas depois, os clubes madrilenos se reencontram em mais uma final, desta vez em Milão, no San Siro, no dia 28 de maio de 2016. Uma partida equilibrada e disputada, com melhor performance do Atlético de Madrid, mas nada surpreenderia se desse Real. Aos 15 minutos, o zagueiro Sérgio Ramos, impedido, abre o placar para o Real Madrid e nos acréscimos é marcado um pênalti em Fernando Torres. Griezmann bateu e errou, chutando no travessã, perdendo ótima oportunidade para os Colchoneros. Aos 34 do segundo tempo, Carrasco marca para o Atleti e leva a partida para a prorrogação. Durante a disputa de pênaltis, todos do Real Madrid acertaram, já Juanfran perdeu o quarto pênalti, dando o título para os madridistas. Os Merengues conquistam o décimo primeiro título europeu de sua história.

2018/2019 - Tottenham x Liverpool

A final desse ano será no dia primeiro de junho no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid. Em histórico de partidas entre os dois times, eles se confrontaram 172 vezes, desde 13 de novembro de 1909, com 82 vitórias dos Reds, 48 vitórias dos Spurs e 42 empates. O embate entre Jürgen Klopp e Mauricio Pochettino possui uma rivalidade particular, já que o alemão já venceu o argentino quatro vezes, empataram quatro vezes e o treinador do clube londrino venceu apenas uma vez.

O Tottenham virá com suas estrelas Harry Kane – tentando se recuperar da contusão sofrida nas quartas de final, Son Heung Min, Dele Alli, e agora Lucas Moura – após ótimas performances e um hat-trick decisivo na semifinal. Já o Liverpool vem a todo vapor com Mané, Salah e Firmino. Depois de uma temporada fantástica na Premier League, está um ponto atrás do Manchester City restando uma rodada para a decisão.

E aí, quem você acha que vai se dar melhor no confronto inglês e vai levar a Orelhuda para casa?

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle