Não matem o nosso futebol

Atualizado: Jul 25

O futebol brasileiro sempre foi conhecido pela irreverência, alegria, comemorações e festas. Sempre fomos conhecidos por contagiar o mundo com um futebol diferente e com torcidas apaixonadas, mas as coisas estão mudando, estão tirando nossa alegria, estão ‘matando’ nossas comemorações e marginalizando nossas torcidas. Estão nos tornando o oposto do que somos, o futebol moderno está dilacerando o que conhecemos como futebol.

A emoção de fazer um gol de título, ou em uma partida importante deve ser incrível, é o momento do auge do jogador e nada mais justo que ele extravasar, comemorar com todas as suas forças, mas é capaz do juiz resolver puni-lo por umas simples comemoração. Não se pode mais ir para torcida, não pode provocar o rival, não pode mais nada. O gol que antes era motivo de festejar, pode te levar a tomar um cartão amarelo ou até mesmo ser expulso. Querem controlar até o momento de maior alegria do esporte.

Nossas torcidas faziam festas incríveis, quantas vezes eu via as pessoas lotando estádio, empunhando bandeiras e faixas, carregando instrumentos musicais e torando o estádio em um verdadeiro caldeirão, mas isso está acabando aos poucos. Bandeiras incomodam, querem que fiquemos sentados, não se pode tocar fogos e até fumaças chegam a ser proibidas, tiram a torcida do estádio, querem criar uma plateia, querem matar o apoio incondicional que sempre nos dispomos a dá aos nossos clubes. Marginalizam os torcedores, criam a ideia de que torcedor não presta e afasta o povo dos estádios.

Os valores dos ingressos são absurdos, como podemos convocar as pessoas para irem aos jogos se tem estádio que cobra R$100, R$200 e até R$300 reais para assistir as partidas? Como um trabalhador assalariado vai ter condição de pagar? Não há como manter a frequência aos jogos enquanto os valores exorbitantes não forem reduzidos, não podemos deixar que a maior paixão do povo brasileiro se torne uma exclusividade de uma parcela mais rica do população, futebol de e para todos, ingressos a valores populares é uma necessidade.

Não podemos deixar que matem nosso esporte, não podemos nos calar diante do futebol moderno e da maneira com que ele tem mudado o que amamos. O futebol é felicidade, é comemorar, é extravasar, não somos plateia, não é teatro e não vamos aceitar pagar os valores que pedem, é preciso mudanças, é necessário cobrar dos nossos clubes, das nossas federações, das nossas torcidas, temos que mostrar que o futebol raiz vive e resiste.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle