Em jogo sem gols, Argentina conquista seu primeiro ponto em uma Copa do Mundo

Atualizado: há 5 dias

Japão e Argentina protagonizaram a partida mais fraca desse mundial até aqui. A primeira partida sem gols teve também poucas chances para os dois lados. A Argentina ficou feliz depois de conquistar seu primeiro ponto em uma Copa do Mundo. Já as japonesas perderam uma boa oportunidade de iniciar o mundial vencendo.

As campeãs mundiais de 2011, entraram em campo já dispostas a impor sua superioridade técnica no jogo, enquanto a Argentina, que retorna a Copa do Mundo após 12 anos, entrou em campo tentando mudar algumas marcas negativas, como o tabu de não ter marcado um gol na seleção japonesa, e suas seis derrotas em jogos na competição.

No início da partida, as melhores oportunidades foram criadas pelas japonesas, enquanto as sul americanas não conseguiram sequer frequentar o ataque. Aos poucos, a Argentina foi se recuperando e conseguiu conter as investidas ofensivas da seleção asiática.

As duas equipes marcavam com qualidade, e isso deixou o jogo mais travado no meio-campo. As japonesas tinham a posse de bola, mas não conseguiam ser efetivas, já as argentinas apostavam no contra ataque, mas desperdiçavam as oportunidades quando conseguiam recuperar a bola. O primeiro tempo acabou sem nenhuma chance clara de gol. As duas seleções pareciam nervosas e erravam muito passes, principalmente nas situações ofensivas.

No início do segundo tempo, o Japão já saiu em busca do ataque e aos 49 segundos teve sua primeira boa finalização. A goleira Correa espalmou o chute de fora da área, e no rebote Sagasawa chutou para fora. A defesa argentina seguia bem postada em campo e se preocupava apenas em conter o ataque das adversárias. Aos 55 minutos, mais uma oportunidade para o Japão. Hasegawa recebeu completamente livre no meio área e mandou para fora, perdendo assim a oportunidade de abrir o placar.

No decorrer do segundo tempo, o Japão aumentou ainda mais sua posse de bola, mas não conseguia atacar com perigo. A tática Argentina era claramente se defender e, isso elas faziam com muita qualidade, ganhando as divididas, marcando bem e roubando bolas importantes. Porém no momento de contra atacar a equipe sul americana errava muitos passes, e não conseguiu chegar ao campo defensivo do Japão.

Nos minutos finais da partida, as japonesas pareciam cansadas de tentar furar a defesa argentina e passaram a ceder mais espaço. A Argentina parecia satisfeita com o empate. Com 11 jogadoras atrás do meio-campo durante quase todo o segundo tempo, as sul americanas atacaram pouco e quase não se viu a talentosa camisa 10, Banini, mostrar sua capacidade ofensiva no jogo. Aos 90 minutos o Japão teve uma de suas melhores oportunidades no jogo, mas não chegou ao gol mais uma vez devido a a goleira argentina.

No apito final da juíza, as argentinas se abraçaram e comemoraram como se tivessem vencido o jogo. Depois de seis derrotas nas últimas duas aparições em Copas do Mundo, era mesmo para se comemorar diante da disciplina tática apresentada por elas que agora podem até sonhar com uma vaga nas oitavas de final. No lado do Japão decepção e frustração pela atuação apagada de uma das potências do futebol feminino.

Destaque especial para a zagueira Cometti que perdeu um dente no primeiro tempo, e ainda assim permaneceu em campo até o apito final ajudando sua seleção nessa conquista tão importante.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle