Japão vence a Escócia

Atualizado: Jul 25

Em busca de um resultado positivo, Japão e Escócia fizeram um bom duelo pela Copa do Mundo. As japonesas conseguiram mostrar um bom futebol, principalmente no primeiro tempo, e saíram com a vitória.

O Japão, finalista das duas últimos edições da Copa do Mundo, entrou em campo pressionado depois do surpreendente empate contra a Argentina e por isso a técnica Takakura fez algumas mudanças no time titular. Pela lado da Escócia, também houve algumas mudanças, entre elas, a escolha de Emslie não começar entre as titulares.

Com total posse de bola, o Japão teve sua primeira oportunidade logo aos 7 minutos quando Sugasawa cruzou para Nakajima. A meia japonesa bateu de primeira, mas a bola foi para fora. Em seguida, Iwabuchi foi quem teve a chance de finalizar depois da bobeada escocesa e dessa vez o gol só não saiu devido a goleira Alexander. A Escócia não frequentava o ataque, e via as japonesas crescendo cada vez mais na partida.

Aos 22 minutos, uma das mudanças da técnica Takakura surtiu efeito no placar do jogo. Iwabuchi recebeu livre na entrada da área e deu um bem chute para vencer a goleira Alexander e marcar o primeiro gol japonês nessa copa do mundo. Um verdadeiro golaço. Japão 1 a 0 Escócia.

Após o gol, as japonesas continuaram atacando e aos 30 minutos Kumagai tentou um toque de cabeça para o gol vazio e a zaga escocesa conseguiu tirar a bola em cima da linha para evitar o segundo gol japonês. A Escócia não conseguia jogar, e com o placar a seu favor as japonesas agora jogavam com tranquilidade e dominavam completamente a partida.

O Japão não saía do ataque e as escocesas pareciam já exaustas de correr atrás do time japonês. Aos 35 minutos, em mais um ataque perigoso, Corsie derrubou Sugasawa na área e a juíza nem precisou do VAR para marcar o pênalti. A camisa 9 japonesa pegou a bola e bateu com precisão. No placar 2 a 0 para o Japão e no campo um verdadeiro ataque contra a defesa.

A primeira oportunidade escocesa aconteceu apenas aos 41 minutos em um chute de fora da área. Não era só o ataque que jogava bem, o setor defensivo japonês funcionava perfeitamente e não permitia que a Escócia entrasse muito na área. O primeiro tempo acabou com mais uma grande oportunidade japonesa de ampliar vantagem quando Ichise recebeu livre no meio da área e mandou pra fora.

No segundo tempo, o Japão se fechou mais e passou a se preocupar em segurar qualquer tentativa ofensiva por parte da Escócia. A primeira boa oportunidade veio aos 50 minutos. Weir bateu de fora da área, a goleira Yamashita estava lá para garantir a vantagem japonesa no placar. Aos 55 minutos o Japão voltou a atacar e teve duas boas oportunidades. Em uma delas brilhou a goleira Alexander com uma linda defesa no chute colocado de Nakajima.

A partir dos 75 minutos, a Escócia acordou e resolveu ir em busca de seus gols e na sua melhor oportunidade chegou a acertar a trave japonesa. Em lance na área as escocesas reclamaram muito de um possível pênalti, mas a juíza não deu e nem foi chamada pelo VAR para rever. Passados 10 minutos, mas um lance polêmico, dessa vez a seleção escocesa reclamava de um toque no braço da defensora japonesa. Mais uma vez o jogo seguiu sem que o VAR fosse acionado.

Nos minutos finais a posse de bola era da Escócia e o Japão se fechou mais ainda. Mas aos 87 minutos, as escocesas conseguiram vencer a retranca japonesa com um verdadeiro golaço. Depois do erro de Ichise, Clelland acertou um belo chute e tirou completamente qualquer chance de defesa da goleira. O placar era de 2 a 1, e a Escócia tinha mais alguns minutos para buscar pelo menos o empate.

A Escócia não conseguiu pressionar no minutos finais e foi o Japão que ficou com a bola e ainda viu Alexander fazer mais uma defesa milagrosa quase no apito final.

Apesar do bom segundo tempo, a Escócia não conseguiu jogar o quanto precisava e perdeu mais uma. Fica clara a sensação de que a técnica Kerr demorou para mexer no time e errou ao não começar o jogo a Emslie entre as titulares. As escocesas estão praticamente fora da próxima etapa do mundial. Já o Japão ganhou tranquilidade e deve fazer um grande jogo contra a Inglaterra na última rodada para confirmar a possível liderança do grupo.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle