Futebol: amor que ultrapassa as quatro linhas

Atualizado: Jul 24

Paixão de milhares, motivo de alegria e razão para continuar. O futebol pode ser denominado de várias formas, eu vou simplificá-lo: AMOR. Sim, o futebol é amor que transborda, que une, que nos faz acreditar e sonhar com momentos de paz. Quantas crianças já sorriram ao ganhar uma bola ou uma camisa de time? Quantas pessoas já comemoraram um título ou um gol como se fosse o momento mais incrível da sua vida? Quantas vezes estávamos mal e foi no estádio ou vendo um jogo em casa que nos sentimos mais aliviados? Pois é, isso é amor, isso é muito mais do que um esporte.


Com uma bola nos pés e muitos sonhos, vários meninos e meninas rumam para o gol. Em vários campinhos de chão batido, ou mesmo nas ruas, vemos partidas emocionantes, alegria contagiante e comemorações que nos fazem pensar, o que é esse esporte? Qual a razão para o futebol dar alegria dessa maneira? Talvez não saibamos explicar, mas uma criança correndo no campinho da rua sabe, ela entende que aquele é mais que sua diversão, é uma forma de extravasar sua adrenalina, de sonhar, de juntar os amigos.


E quando vamos ao estádio? Como é emocionante estar no meio da sua torcida, vibrar junto com milhares, ou ás vezes poucos, torcedores que amam o seu clube e que estão ali para apoiar, pois sabemos, nosso apoio pode mudar um jogo. A camisa já deixa claro que estamos com nosso time, os cantos na ponta da língua, o ingresso nas mãos... que sensação boa. Cantando 90 minutos, abraçando desconhecidos, comemorando gols, chorando derrotas, conhecendo pessoas que se tornarão seus amigos, o estádio nos dá prazeres que levamos para nossa vida e que se pudéssemos, repetiríamos todos os dias.


Ás vezes, podemos achar que são apenas 22 pessoas correndo atrás de uma bola, mas o futebol já parou guerras, já mudou vidas, já uniu pessoas. Não há como negar, é mais do que uma paixão, é algo que está nas nossas almas e que nos faz ficar loucos, as vezes eufóricos. Sabe aquele jogador que não tinha nada, hoje tem boa vida? Pois é, foi o futebol. Sabe aquela criança que estava doente e achava que era o fim? Ela viu um jogo, houve um gol aos 45’ do segundo tempo e ela voltou à acreditar? Sabe aquela nação que estava em guerra? Ela parou durante quase duas horas para ver a seleção jogar. Há como justificar essa loucura? Não, não há, vivemos.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle