Itália faz a melhor campanha de sua história na Copa do Mundo

Atualizado: Fev 28

Na partida entre Itália e China mais uma classificação europeia às quartas de final. As Italianas tiveram mais eficiência e se garantiram na próxima fase da Copa do Mundo.

O jogo começou com uma forte pressão italiana e com um gol anulado logo no início da partida. A China se preocupava apenas em se defender e tentar conter o ímpeto ofensivo da excelente seleção italiana.

Aos 15 minutos finalmente a pressão deu resultado. Giancinti roubou a bola da defesa chinesa e passou para Bonansea, que encontrou Bartoli livre. A lateral tentou finalizar, mas foi travada pela goleira chinesa. No rebote Giancinti estava lá para mandar a bola para dentro das redes. Gol italiano e 1 a 0 no placar.

Em desvantagem as chinesas teriam então que ir para cima. Aos 27 minutos veio a melhor oportunidade chinesa no chute de Wang Van. A bela finalização só não entrou porque a goleira italiana estava lá para impedir. Logo em seguida foi a vez da muralha chinesa, Peng, fazer sua primeira grande defesa do jogo ao parar o chute de Bergamaschi. Lembrando que depois de suas nove defesas contra a Espanha ela é a recordista de defesas difíceis em uma Copa do Mundo.

Aos poucos a Itália foi perdendo a intensidade e o jogo passou a ser dominado pelas chinesas. As italianas pareciam desconcentradas depois do próprio gol e a China se aproveitava disso para frequentar mais o campo de ataque, porém, abusavam dos cruzamentos e não conseguiam ser efetivas em suas tentativas. Na ida para o intervalo a impressão era que a China viria com tudo para o segundo tempo.

De fato a china começou a segunda etapa indo ao ataque, e insistia em tentar cruzar a bola na área sem sucesso. Mas aos 50 minutos, apesar da superioridade chinesa na partida, foi a Itália quem conseguiu mexer no placar. Galli arriscou um chute de fora da área e acertou o cantinho do gol de Peng. Itália 2 a 0 China. O trabalho para as chinesas era agora mais difícil ainda.

A China continuava a buscar o ataque, mas esbarrava na defesa italiana, bem postada e deixando poucos espaços. No decorrer do segundo tempo a posse de bola era chinesa, mas dificilmente essa posse era convertida em grandes oportunidades de gol. Se na fase de grupos o destaque italiano foi o ataque, dessa vez a organização defensiva foi o diferencial do jogo. A China tentava pressionar nos minutos finais, mas sem sucesso. Nos acréscimos, Peng ainda teve oportunidade de mostrar todo seu potencial em mais uma defesa antes de acabar o jogo.

No apito final, a China se despediu da Copa do Mundo. A Itália segue escrevendo sua história no mundial. Depois de passar 20 anos sem jogar a Copa estão nas quartas de final, e já fazem a melhor campanha da sua história. A evolução italiana mostra que o planejamento e o investimento da federação no futebol está rendendo ótimos frutos. Que sirva de exemplo para todas as federações que desejam seguir brilhando no futuro do futebol feminino.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo