Libertadores: relembre os confrontos brasileiros em semifinais

Atualizado: 25 de Jul de 2020

Os semifinalistas da Libertadores foram definidos na noite de ontem (29). A competição colocará frente a frente Grêmio e Flamengo. No outro lado da chave, os rivais River Plate e Boca Juniors, da Argentina, se enfrentarão.

Nas últimas 10 edições da Libertadores, apenas em 2014 o Brasil não teve nenhum representante na semifinal. Três dos times classificados para a semifinal em 2019 também chegaram a mesma fase na edição passada da Libertadores: Grêmio, River e Boca. A final, disputada pelos argentinos, foi a primeira, desde 2006, a ser composta por clubes do mesmo país.

Vale lembrar que, até a Libertadores de 2017, o regulamento previa que caso dois times do mesmo país chegassem a semifinal, obrigatoriamente estes deveriam se enfrentar na fase. A regra, criada após duas finais serem compostas apenas por times do Brasil - em 2005 e 2006 -, gerou alguns confrontos entre equipes brasileiras na semifinal. Na última década, brasileiros se cruzaram nesta fase da Libertadores em três oportunidades. Relembre-as:

2009 - Grêmio e Cruzeiro

Dois times tradicionais na Libertadores, Cruzeiro e Grêmio fizeram o primeiro jogo da semifinal no Mineirão. Em casa, o time mineiro venceu por 3 a 1, com gols de Wellington Paulista, Wagner e Fabinho. Aos 34 minutos do segundo tempo, Souza diminuiu o placar para o Grêmio.

No jogo de volta, no Olímpico, o Cruzeiro abriu 2 a 0 com Wellington Paulista - aos 34 e aos 36 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, o Grêmio conseguiu o empate com gols de Réver e Souza. O Cruzeiro voltou para Minas Gerais com a vaga para a final, na qual foi derrotado pelo Estudiantes, da Argentina.

2010 - São Paulo e Inter

No primeiro jogo da semifinal, no Beira-Rio, o Inter foi muito superior ao São Paulo. A vitória colorada veio dos pés do meia Giuliano, que saiu do banco de reservas para marcar o único gol da partida, aos 22 minutos do segundo tempo.


Já no segundo jogo, no Morumbi, a vitória foi são-paulina. Alex Silva fez o primeiro gol para o Tricolor, aos 30 minutos do primeiro tempo. Aos 6 minutos do segundo tempo, Alecsandro empatou para o Inter. Dois minutos depois, Ricardo Oliveira marcou para o São Paulo. No entanto, o placar não foi suficiente para reverter a vantagem gaúcha da primeira partida. Na final, o Colorado derrotou o Chivas, do México.

2012 - Santos e Corinthians

O Santos - atual campeão da América - recebeu o Corinthians no jogo de ida, na Vila Belmiro. Em jogo que chegou a ficar 18 minutos parado por ausência de luz no estádio, o Timão saiu na frente na disputa, vencendo a equipe santista por 1 a 0 fora de casa. O gol foi marcado por Emerson Sheik, aos 27 minutos da etapa inicial, com um chutaço no ângulo esquerdo do gol santista - na época, defendido por Rafael. O herói da partida, Sheik, recebeu cartão vermelho aos 31 minutos do segundo tempo, e desfalcou a equipe para o jogo de volta.

No Pacaembu quem abriu o placar foi o Santos, com gol marcado por Neymar aos 31 minutos do primeiro tempo. Logo no começo da etapa completar, Danilo fez o que seria o gol da classificação do Corinthians, levando os corinthianos à loucura no Pacaembu. Com o empate em 1 a 1, o Corinthians chegou à final da Libertadores pela primeira vez em sua história. Na decisão, o Timão derrotou o Boca Juniors.

Neste século, aconteceram ainda mais dois confrontos entre brasileiros na semifinal da Libertadores: Grêmio e Santos, em 2007, com vitória Tricolor; e Corinthians e Palmeiras, em 2000, com vitória palmeirense.

0 comentário

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle