Furacão sai com a vantagem diante do Inter na Copa do Brasil

Atualizado: Jul 25

De um lado, o Athletico Paranense em busca do seu título inédito. Do outro, o Inter que almeja o seu bicampeonato na Copa do Brasil. E se em campo, as duas equipes duelaram por uma das taças mais desejadas, nas arquibancadas as torcidas fizeram uma festa digna de uma final. E no final, a torcida do Furacão pode comemorar a vitória por 1 a 0 diante dos Colorados. O gol da vantagem foi marcado por Bruno Guimarães.

Em campo, uma partida disputada. Os donos da casa criaram a primeira oportunidade com Léo Cittadini, que na grande área tentou o chute e foi desarmado por Lindoso. Apesar da reclamação da falta, o árbitro mandou seguir o jogo. Valorizando a posse de bola, e apostando em Rony e Nikão nas triangulações, o Athletico atraia o Inter. A melhor oportunidade dos gaúchos foi com Guerrero, que na entrada da área arriscou o chute, e a bola saiu para tiro de meta. O Furacão respondeu em uma tabelinha com Wellington com Cittadini, que tocou para Marco Ruben. O camisa 9 se livrou do marcador, mas no momento do chute, a zaga mandou para escanteio.

Aos poucos, o Colorado ia se encontrando em campo. E o time comandado por Odair Hellmann criou a segunda oportunidade de gol com Nico López que chutou para fora. A rede quase balançou com Rony, que aproveito o rebote na entrada da área e chutou – a bola passou a direita do gol defendido por Lomba. Com D’Alessandro sendo o principal armador do Inter, o camisa 10 iniciou mais uma jogada pela direita, onde encontrou com Nico López que deixou a bola passar e Edenílson cruzou novamente para o atacante. No chute de Nico, Santos fez uma bela defesa. O Inter voltou a arriscar com Guerrero, que na disputa com Robson Bambu, quase entregou para o atacante. Atento, Santos sai para fazer a defesa.

No segundo tempo, o Inter voltou mais ousado e buscou o ataque. Edenílson foi o autor da jogada que levou perigo ao gol defendido por Santos. Depois de receber pelo lado direito, o volante chutou dentro da grande área, a bola desviou e por pouco enganou o camisa 1.

Se o Inter lamentou as oportunidades desperdiçadas. Bruno Guimarães fez a festa da torcida athleticana. Depois de uma jogada iniciada por Marco Ruben, o atacante encontrou Bruno na entrada da grande área, Moledo tentou afastar, mas a bola sobrou novamente nos pés de Marco, na cara do gol, Bruno finalizou. Athletico Paranaense 1 x 0 Inter.

Nervoso em campo, o Colorado buscava a reação. Os gaúchos quase marcaram o gol de empate com D’Alessandro. Mas o bandeirinha já havia marcado corretamente o impedimento de Wellington Paulista. O Athletico voltou a arriscar com Rony, que se livrou de três marcadores e na entrada da áres chutou forte, fazendo com que Lomba fizesse uma defesaça com a mão direita.

O Inter teve duas oportunidades em sequência. A primeira com Rodrigo Lindoso e a segunda, com D’Alessandro - que tentou encobrir o goleiro Santos. Os gaúchos tentaram encontrar espaços na forte marcação imposta pelos paranaenses. Sóbis assustou a defesa athleticana, mas saiu a esquerda do gol.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle