Sete motivos para colocar as meninas na escolinha de futebol

Atualizado: Jan 17

‘Meninos jogam futebol e meninas jogam vôlei’, essa frase soa familiar para a grande maioria dos jovens no Brasil, porem a realidade está mudando (ufa!). Para dar aquele empurrãozinho na prática, listamos 7 motivos que vão muito além da saúde e coordenação motora para que você ou a sua menina pratiquem esse esporte que é a paixão nacional.

* Corpo: a insegurança em relação ao corpo é algo que, em algum momento, todas as meninas passam. Vergonha, medo, mudanças... Conviver e dividir tudo isso com outras garotas pode ser fundamental para entender tudo que está acontecendo, e principalmente, que não acontece só com você. Alem de aprender sobre o seu corpo, elas ainda poderão ajudar umas as outras;

* Contato com outras meninas: durante muito tempo as meninas cresceram acreditando que um relacionamento de amizade mulher x mulher era impossível de acontecer. As dificuldades eram as mais variadas, do modo de se vestir até as intrigas em relação aos meninos. Apesar de terem tentado incentivar a nossa desunião, o futebol é um dos meios que pode mudar isso e ensinar que a rivalidade entre as mulheres existe, sim, mas somente quando defendemos nossa equipe nas partidas, e mesmo ali, estamos lutando pela mesma causa;

* Cooperação: o espírito que rege qualquer esporte. Embora busquemos a vitória, o que mais nos emociona no futebol é quando vemos a união entre os atletas. São as histórias mais bonitas que nos enchem os olhos, as comemorações, as declarações sobre o quanto somos mais forte juntos. E como mulheres inspiram mulheres, porque não começar desde cedo?

* Aprender com as derrotas: sim, nem tudo é positivo. Nem sempre vai dar certo, ou vai sair como esperávamos. Ás vezes vai ser tão difícil que o esforço parece nem ter valido a pena, mas saber lidar com isso e entender como tirar algo positivo em meio a tristeza também é importante. Lidamos com decepções todos os dias, e o futebol pode ser uma importante ferramenta para que isso se torne menos difícil e frustrante.

* Aumentar autoconfiança e auto-estima: poucas meninas passam por todas as fases da vida sem sentir algum tipo de insegurança. De várias maneiras, o futebol pode ajudar a fortalecer os pontos fortes e entender que o ponto fraco de uma menina pode ser motivacional para outra. O vestiário, por exemplo, pode mudar tudo dentro do campo.

* Controle das emoções: entender que nem tudo sai como queremos, e está tudo bem. Nem sempre o treino será aquele coletivo tão esperado, pois os fundamentos também são importantes. O pênalti perdido, a jogada ensaiada que não saiu, a convocação que não veio. Tratar com respeito o treinador, o colega, o time adversário. Ao longo da nossa vida, viveremos situações que exigem ter a cabeça no lugar, manter a calma e encarar com naturalidade para que no final, tudo dê certo.

* Diversão: por último, porém, não menos importante, a felicidade. Ela que move todos os outros tópicos acima. A diversão vai ser sempre a parte mais importante em todo esse processo, e só assim tudo fará sentido. É importante que a atleta esteja onde se sente bem, feliz, e que curta cada pedacinho desse processo.

* Bônus: com tudo isso, ainda estaremos contribuindo para um oitavo motivo: aumentar a quantidade e melhorar a qualidade do futebol feminino, que cada dia mais precisa de espaço e atenção.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle