Cruzeiro conseguirá sair da crise?

Atualizado: Jul 25

Quatro vezes campeão brasileiro e nunca rebaixado à Série B. Coisas pelas quais o torcedor da Raposa se orgulha. A história do Cruzeiro Esporte Clube é, de fato, grande. Mas hoje, a realidade é bem diferente. A equipe terminou o primeiro turno da competição na zona de rebaixamento, com apenas 18 pontos. A equipe precisa fazer uma campanha de líder nesse segundo turno para afastar qualquer risco e escapar da degola.

Mano Menezes deixou o Cruzeiro em agosto, após a eliminação na semifinal da Libertadores. O treinador estava à frente da equipe mineira desde 2016, mas não resistiu a crise. E nem mesmo a chegada de Rogério Ceni, que largou a estabilidade no Fortaleza, mudou o panorama. Indignados, torcedores organizados iniciaram uma onda de protestos, exigindo a renúncia da diretoria do clube.

O Cruzeiro falhou no primeiro desafio desse segundo turno, diante do líder do campeonato. Em casa, com ingressos a preços populares, deixou mais de trinta e cinco mil torcedores frustrados. O Flamengo saiu na frente com Gabigol, e a Raposa igualou com o gol de Thiago Neves, em cobrança de penalidade máxima. Mas se existe uma lei que não falha, se chama a 'lei do ex'. Arrascaeta marcou para o Flamengo e selou a vitória. Já o Cruzeiro, entrou numa situação ainda mais delicada.

Situação para o Cruzeiro piorou com a vitória do CSA diante do Ceará na noite deste domingo (22). O time mineiro ocupa a 18ª posição com 18 pontos. O próximo desafio da Raposa é na quarta-feira, contra o Ceará, na Arena Castelão. Fora de casa, vai buscar uma vitória que devolva o ânimo da equipe. Entre os vinte times da disputa, porém, é o pior visitante. O grupo precisa se reencontrar urgentemente no campeonato, pois caminha para o pior capítulo de sua história.

Receba as novidades

do Futebol Por Elas

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle